PUBLICIDADE
Topo

Carioca - 2021

Record atravessa SBT e tenta acordo para transmissão do Carioca 2021

Flamengo é campeão do Campeonato Carioca 2020 - Thiago Ribeiro/AGIF
Flamengo é campeão do Campeonato Carioca 2020 Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Gabriel Vaquer, Leo Burlá e Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

09/02/2021 16h53

A Record aproveitou a brecha após a rescisão contratual da Globo e tenta encaminhar um acordo para transmitir as edições de 2021 e 2022 do Campeonato Carioca.

Os clubes irão votar o contrato na próxima quinta-feira (11). Há consenso para o sinal verde para a proposta. Restam pendências, mas uma reviravolta é considerada pouco provável. Além de Record e SBT, a Globo também acompanhava o caso atentamente.

Pelo acordo, a Record pagará um montante igual para cada um dos quatro grandes clubes. Para selar o negócio, Botafogo, Fluminense e Vasco exigiram que os valores pagos fossem os mesmos que serão repassados ao Flamengo.

Uma outra exigência anterior de alguns é que o dinheiro não passe pelas mãos da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), sendo repassado diretamente para as agremiações. Em reunião realizada hoje (10), no entanto, não houve oposição para que a entidade siga repartindo o bolo.

A Record ainda estuda cobertura nacional para os jogos, que devem ter transmissão ao vivo aos sábados. As finais, no entanto, terão transmissão em rede garantida. O sucesso comercial do SBT com a exibição da Libertadores animou o canal, que decidiu investir.

PPV no Carioca

O executivo Marcelo Campos Pinto, responsável por vender os direitos de transmissão e formular o novo regulamento do Campeonato Carioca em 2021, está montando a estrutura do pay-per-view da competição regional. O modelo é parecido com os recém-lançados serviços da Conmebol e da Copa do Nordeste nas operadoras pagas.

Profissionais que trabalharam no Fox Sports e não tiveram seus contratos renovados pela Disney no fim de 2020 estão sendo chamados para tocar o projeto.

O UOL Esporte apurou que, além dos jogos no modelo "pague para ver", o projeto lançará um canal no YouTube e uma página no Facebook para repercutir os conteúdos produzidos. Entre eles está um programa pré e pós jogo que será exibido em todas as partidas exibidas. O comando desse projeto será da jornalista Lívia Nepomuceno, que trabalhou na Fox por seis anos.