PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Não tem como superar isso', diz Julio Cesar sobre 7 a 1 contra a Alemanha

19.ago.2014 - Júlio César é anunciado como novo reforço do Benfica - Divulgação/Benfica
19.ago.2014 - Júlio César é anunciado como novo reforço do Benfica Imagem: Divulgação/Benfica

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/02/2021 17h50

O ex-goleiro Júlio César participou de uma reportagem especial feita pelo portal 'Player's Tribune' chamada 'Meu livro de momentos' e recordou alguns dos principais ocorridos de sua carreira profissional. Um deles foi a derrota por 7 a 1 contra a Alemanha, na Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

"Então... Eu estaria mentindo se dissesse que é algo superado. Não tem como superar isso. Vou ficar marcado para o resto da vida por causa disso, ainda mais sendo goleiro. O torcedor pode esquecer quem era o lateral-esquerdo, o meia? Mas o goleiro? Impossível. Você sabe o caminho que essas conversas tomam", disse ele.

Ainda no assunto, o ex-goleiro disse que trabalhou muito a parte psicológica para conseguir desapegar um pouco das 'sequelas' que ficaram após o fatídico dia no Estádio do Mineirão.

"Mas o que eu posso fazer? Tenho de me reerguer. Isso passa por muito trabalho psicológico. Você precisa tentar olhar para frente. Hoje, graças a Deus as pessoas falam menos sobre isso, mas tenho de aceitar que aquele jogo nunca sairá de mim por completo. Nunca", enfatizou.

Por fim, Júlio desabafou afirmando que deixou o gramado ciente de que estava pronto para finalizar sua carreira, justamente pelo ocorrido que havia vivenciado com a camisa da seleção brasileira. Mas, ainda assim, foi convencido a trabalhar mais alguns anos dentro das quatro linhas.

"Depois da partida eu comuniquei a minha família que eu iria aposentar. Eu estava tão para baixo que eu tinha esquecido do porquê sou um apaixonado pelo futebol em primeiro lugar", finalizou.

Futebol