PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Sem técnico, Cruzeiro mira alvo que "negaria até convite do Flamengo"

Felipe Conceição passou pelo Red Bull Bragantino antes de acertar com o Guarani - Red Bull Bragantino
Felipe Conceição passou pelo Red Bull Bragantino antes de acertar com o Guarani Imagem: Red Bull Bragantino

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

26/01/2021 04h00

Classificação e Jogos

Aconteceu o que era previsto, Luiz Felipe Scolari deixou o comando técnico do Cruzeiro, que agora precisa encontrar um novo treinador para iniciar a temporada 2021. Felipão, como o UOL Esporte antecipou, estava insatisfeito com promessas da diretoria celeste que não foram cumpridas, como a manutenção de salários no clube em dia e garantias de contratações de jogadores experientes para fortalecer o elenco. Agora sem um comandante, os dirigentes precisam ir ao mercado para recompor a perda. Mais do que isso, precisarão de forte poder de convencimento ou da ajuda crucial de investidores para encontrar o substituto do pentacampeão com a seleção brasileira.

O grande problema é que o Cruzeiro não tem poder de barganha, tudo pela falta de dinheiro e da fragilidade econômica do clube, que apresenta dívida global estimada em mais de R$ 1 bilhão. Mesmo assim, o nome que agrada ao departamento de futebol cruzeirense é o de Felipe Conceição, como publicou o UOL há 13 dias, técnico que tem contrato com o Guarani, fez campanha de recuperação com o Bugre na Série B do Campeonato Brasileiro, e chegou a dizer que negaria até um convite do Flamengo, se esse acontecesse.

"Nem se o Flamengo [viesse], hoje não. Eu tenho a palavra com o presidente [Ricardo Moisés, do Guarani], eu vou cumprir. E além disso, da palavra e do ambiente que eu tenho com os atletas, da autonomia que eu tenho para trabalhar aqui, enfim, vários fatores que ajudam você a ser firme na posição, eu tenho os meus valores também e quero construir eles assim na minha carreira", disse à EPTV, emissora de TV afiliada à Globo, em novembro do ano passado.

O contrato de "Tigrão" — como o treinador é conhecido — com o Guarani vai até o fim de 2021.

Felipe Conceição está no Guarani há três meses, chegou ao clube em outubro, quando substituiu Ricardo Catalá. O perfil do treinador é bem diferente do de Felipão, que queria trabalhar com jogadores mais experientes, o que está fora da realidade financeira atual do clube.

Conceição comandou o Guarani em 23 jogos até agora, com 11 vitórias, quatro empates e oito derrotas, somando aproveitamento e 53,6%.O treinador negou recentemente propostas do Coritiba e investidas do Cuiabá, clube que alcançou o acesso à Série A com Allan Aal.

Outros problemas

Além da falta de dinheiro o Cruzeiro tem outros problemas a serem resolvidos. Como a punição administrativa da Câmara Nacional de Resoluções de Disputas (CNRD) e que atinge a parte esportiva, já que a Raposa está impossibilitada de inscrever novos atletas na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

É que o Cruzeiro não pagou R$ 1,3 milhão ao PSTC, do Paraná, pela venda do zagueiro Bruno Viana ao Olympiacos, da Grécia. O time paranaense tinha 20% dos direitos do jogador e ficou sem sua parte do acordo, o que motivou o processo na CNRD. Viana foi vendido em 2016.

Cruzeiro