PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Flamengo encara Goiás em clima de decisão por paz no Ninho e fim da crise

Gabigol é esperança de gols do Flamengo para afastar crise e se aproximar de líder São Paulo no Brasileirão - Alexandre Vidal / Flamengo
Gabigol é esperança de gols do Flamengo para afastar crise e se aproximar de líder São Paulo no Brasileirão Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

18/01/2021 04h00

Classificação e Jogos

As chances para encostar no líder São Paulo vem se oferecendo aos montes, mas o Flamengo não as aproveitou. Hoje (18), o Rubro-Negro visita o Goiás, às 20h, na Serrinha, para ficar a cinco pontos do Tricolor paulista — que ontem empatou com o Athletico — na ponta do Campeonato Brasileiro, mas sobretudo para recuperar a paz perdida.

Classificação na tabela à parte, um pressionado Fla joga para estancar uma crise que se instalou no Ninho do Urubu após um empate e duas derrotas consecutivas. Sem os resultados, as cobranças aumentaram e o grupo se viu acuado e contestado como há muito ocorria.

Na última terça-feira, um protesto de grandes proporções na porta do CT mexeu com os jogadores. Recebidos com ovos, gritos e faixas de cobrança, os rubro-negros tiveram seus carros esmurrados pelos membros de organizadas. O ambiente pesado tornou esta partida ainda mais crucial para o futuro.

Além da pressão externa, a semana também foi de muita cobrança. Além de uma reunião com o presidente Rodolfo Landim, o vice de futebol Marcos Braz, e o dirtetor Bruno Spindel, os atletas conversaram com o técnico Rogério Ceni. No papo, pedidos para que a equipe esqueça os tropeços e mire adiante.

"Pressão vai ter. É Flamengo. Mas quem não gosta de pressão? Às vezes eu joguei em times que jogavam para empatar. No Flamengo você quer vencer todos os jogos, e isso é a melhor coisa. O que temos de fazer? Vencer os jogos, é simples assim", disse Gabigol

O treinador chega a capital goiana em situação delicada. Após a derrota por 2 a 0 sobre o Ceará, sua permanência foi debatida entre os caciques do clube, mas a opção foi pela continuidade. Ciente de que está na corda bamba, Ceni precisa dar uma resposta rápida.

Uma derrota para uma equipe na zona do rebaixamento do Brasileiro seria catastrófica para as pretensões rubro-negras e teria consequências imprevisíveis para o trabalho. Apesar do voto de confiança, Rogério sabe que esse crédito pode virar pó em caso de novo fracasso.

"Se a gente for analisar, estamos falando de um time que venceu uma Libertadores faltando três minutos, que contra o Racing fez um gol no finalzinho. Precisamos melhorar, matar os jogos antes, ter mais cuidado taticamente para não sofrermos gols. Precisamos fazer mais gols e tomar menos gols. Nosso time vem trabalhando isso muito durante a semana, para fazermos um bom jogo contra o Goiás e vencer", acrescentou o artilheiro.

Contra o Verdão, o Fla inicia um "tour" pelo país, já que o Maracanã está fechado para a final da Libertadores. Na quinta (21), os rubro-negros mandam seu jogo contra o Palmeiras no Mané Garricha, em Brasília. Já no domingo (24), o compromisso será em Curitiba, local do confronto diante do Athletico. Longe de casa ou não, o Fla não tem outra opção que não seja ganhar para voltar a respirar mais aliviado.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS X FLAMENGO

Local: Serrinha, em Goiânia (GO)
Data: 18 de janeiro de 2021, segunda
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Ivan Carlos Bohn (PR)
VAR: Adriano Milczvski (PR)

Goiás: Tadeu; Heron (Iago Mendonça), David Duarte, Fábio Sanches e Jefferson; Ariel Cabral, Breno e Shaylon; Douglas Baggio, Fernandão e Rafael Moura. Técnico: Augusto César.

Flamengo: César; Isla, Rodrigo Caio, Natan e Filipe Luís; Willian Arão, Diego (João Gomes), Everton Ribeiro e Arrascaeta; Gabigol e Bruno Henrique. Técnico: Rogério Ceni.

Flamengo