PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo empata com Athletico e vê Inter se aproximar no Brasileirão

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

17/01/2021 17h54

Classificação e Jogos

O São Paulo empatou neste domingo (17) por 1 a 1 com o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Renato Kayzer abriu o placar ainda no primeiro tempo, e Tchê Tchê igualou o marcador na etapa complementar.

Com o resultado, o Tricolor paulista se mantém na liderança do Brasileirão, com 57 pontos conquistados. O Inter reduziu a diferença para um na noite de hoje, com a vitória por 4 a 2 sobre o Fortaleza no Beira-Rio. O Furacão fica na décima posição, com 39 pontos.

A equipe paulistana não sabe o que é vencer desde 26 de dezembro passado, quando bateu o Fluminense por 2 a 1. Desde então, foram dois empates (contra Grêmio, pela Copa do Brasil, e Athletico-PR) e duas derrotas (diante de Red Bull Bragantino e Santos).

O próximo compromisso do São Paulo será na quarta-feira (20), às 21h30 (de Brasília), no Morumbi. O time de Fernando Diniz receberá o Internacional no duelo. O Athletico-PR jogará contra o Bahia, no mesmo dia, às 18h (de Brasília), na Arena Fonte Nova.

Quem foi bem: Juanfran

Escalado na lateral direita, o espanhol fez boa partida diante do Athletico-PR, na tarde de hoje. Juanfran foi consistente no setor defensivo, evitando as jogadas de linha de fundo de Nikão e Fernando Canesin, e ainda contribuiu ao chegar com qualidade ao ataque. O europeu participou muito bem do confronto ocorrido na Arena da Baixada.

Quem foi mal: Brenner

Brenner encontrou dificuldades para desempenhar um bom futebol contra o Athletico-PR, na tarde de hoje, na Arena da Baixada. Sozinho no setor ofensivo, o jovem pouco acrescentou na criação de jogadas e nas finalizações contra o gol defendido por Santos. A sua atuação, abaixo da média, tem sido uma tônica desde o problema clínico de Luciano, que se recupera de inflamação na perna esquerda. O garoto de 20 anos está há quatro partidas sem balançar as redes. Ele fez gol pela última vez na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, em 26 de dezembro passado.

Tchê Tchê volta após briga com Diniz e balança a rede adversária

Tchê Tchê voltou a jogar pelo São Paulo após os polêmicos xingamentos de Fernando Diniz na derrota por 4 a 2 para o Red Bull Bragantino. Ele cumpriu suspensão na derrota por 1 a 0 para o Santos, no último domingo (10), e foi utilizado pela comissão técnica novamente na tarde de hoje. A sua participação culminou em gol no segundo tempo do duelo. O meio-campista recebeu pelo lado direito do setor ofensivo e finalizou cruzado para estufar a rede de Santos.

Atuação do Athletico-PR

O Athletico-PR apostou nos contra-ataques para chegar à meta de Tiago Volpi. O time comandado por Paulo Autuori se fechou na defesa e saiu em velocidade para levar perigo ao gol adversário. Renato Kayzer abriu o placar dessa forma. A equipe tentou manter o mesmo padrão na volta do intervalo, mas foi dominada pelo adversário.

Atuação do São Paulo

Com mais posse de bola desde os minutos iniciais, o São Paulo encontrou dificuldades para a criação de jogadas na primeira etapa. A equipe comandada por Fernando Diniz cometeu erros importantes ao tentar passes na direção do setor ofensivo. Brenner pouco apareceu em campo, sobretudo na etapa inicial. Na volta do intervalo, com a entrada de Vitor Bueno na vaga de Bruno Alves, o time visitante criou boas chances de marcar. Tchê Tchê deixou a sua marca, mas o Tricolor paulista falhou em algumas conclusões.

Cronologia do jogo

Renato Kayzer fez o primeiro gol do jogo aos 38 minutos do primeiro tempo. Ele aproveitou passe cruzado de Carlos Eduardo para balançar a rede adversária no compromisso. No segundo tempo, foi a vez de Tchê Tchê marcar. O meio-campista estufou a rede aos 15 minutos em finalização de fora da área. No segundo tempo do duelo, aos 30 minutos, Vitinho recebeu cruzamento vindo do lado esquerdo do ataque e tentou domínio. Ele, no entanto, foi atrapalhado por Reinaldo na jogada. Os jogadores do Athletico pediram pênalti, mas a arbitragem e VAR descartaram penalidade máxima na ocasião. O lance nem sequer foi checado por Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO) no monitor do VAR.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR x SÃO PAULO

Motivo: 30ª rodada do Brasileirão
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 17 de janeiro de 2021 (domingo)
Horário: às 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa/GO)
VAR: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes do VAR: Jefferson Ferreira de Moraes (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

Cartão amarelo: Paulo Autuori, Fernando Canesin, Carlos Eduardo (Athletico-PR); Arboleda (São Paulo)

Gol(s): Renato Kayzer, aos 38 minutos do 1º tempo (1-0); Tchê Tchê, aos 15 minutos do 2º tempo (1-1)

Athletico-PR: Santos; Jonathan (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Richard, Christian, Fernando Canesin (Walter) e Nikão; Carlos Eduardo (Reinaldo) e Renato Kayzer (Vitinho). Técnico: Paulo Autuori.

São Paulo: Tiago Volpi, Juanfran (Igor Vinícius), Bruno Alves (Vitor Bueno), Arboleda e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Tchê Tchê, Gabriel Sara (Gonzalo Carneiro) e Igor Gomes (Pablo); Brenner. Técnico: Fernando Diniz.

Futebol