PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Diniz explica queda do SPFC sem Luciano e vê possível volta contra Inter

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

18/01/2021 04h00

Classificação e Jogos

O líder São Paulo pode contar com a volta de Luciano para a partida diante do Internacional, na próxima quarta-feira (20), às 21h30 (de Brasília), pela 31ª rodada do Brasileirão, no Morumbi. Fernando Diniz evita confirmar o retorno do atacante, mas admite que há um trabalho visando a participação do atleta, que se recupera de inflamação na perna esquerda.

O jogador de 27 anos se recupera do problema médico desde 27 de dezembro passado. No último treino antes do empate por 1 a 1 com o Athletico Paranaense, na tarde de ontem (17), ele correu ao redor do gramado e deu sinais de que pode ficar à disposição em breve.

O técnico admite que há a possibilidade de Luciano atuar como titular diante do Inter, rival direto na luta pelo título nacional, no jogo de quarta-feira.

"O Luciano, a gente está tentando fazer com que ele jogue a cada jogo. A gente tenta contar com ele, ainda não conseguiu, mas na quarta-feira, ele é uma possibilidade para sair jogando. Vamos trabalhar isso nos próximos dias, não é certeza, mas ele tem possibilidade de jogar", declarou o comandante.

Nos últimos quatro jogos sem Luciano, o São Paulo obteve dois empates e duas derrotas. Com os resultados, a equipe foi eliminada na semifinal da Copa do Brasil para o Grêmio e viu os rivais se aproximarem na classificação da Série A. As alternativas para a função do atacante foram variadas. Tchê Tchê foi escolhido nos empates com Grêmio e Athletico-PR. Vitor Bueno ganhou uma chance no revés por 4 a 2 para o Red Bull Bragantino, e Pablo atuou na derrota por 1 a 0 para o Santos.

Os substitutos não conseguiram atuar como o titular da posição. Fernando Diniz explica por que os escolhidos têm dificuldades para replicar as atuações do atleta.

"Ele tem características muito específicas, assim como outros jogadores têm características muito específicas. Nosso melhor jogo foi contra o Atlético Mineiro, fizemos três gols, e sem o Luciano. O time teve uma qualidade muito boa no segundo tempo. As características pessoais do Luciano são diferentes. Ele faz falta por ter carisma, assim como o Brenner. Ele fez falta nesse jogo, assim como em um ou outro jogo", concluiu.

São Paulo