PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Domenech defende salário de Neymar: "Metade vai para escolas e hospitais"

Sempre polêmico, ex-técnico da seleção francesa voltou ao futebol depois de dez anos; ele assumiu o Nantes - Stephane Mahe;Reuters
Sempre polêmico, ex-técnico da seleção francesa voltou ao futebol depois de dez anos; ele assumiu o Nantes Imagem: Stephane Mahe;Reuters

Do UOL, em São Paulo

15/01/2021 12h48

Classificação e Jogos

De volta ao futebol após um hiato de dez anos, o sempre polêmico técnico Raymond Domenech, do Nantes, citou Neymar ao defender os atuais salários dos jogadores do Campeonato Francês.

Para o ex-técnico da seleção francesa, parte dos vencimentos acaba sendo enviado, por meio de impostos, para serviços do setor público do país.

A declaração ocorre no momento que o Sindicato dos Jogadores de Futebol local quer reduzir em cerca de 30% os vencimentos dos atletas da 1ª divisão - a quebra nos direitos televisivos está forçando a liga a cortar custos.

"Podemos falar que temos salários excessivos no mundo do futebol, mas os salários dos jogadores vão em sua maioria para o estado. Têm alguns jogadores que três quartos [do salário] vão para o estado", iniciou Domenech, antes de detalhar a situação do brasileiro.

"Neymar, por exemplo: metade do salário dele é dividido entre nossas escolas, nossos hospitais e tudo mais. Você não pode esquecer disto", finalizou ele.

Futebol