PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Renato Gaúcho vai a quarta final de Copa do Brasil e confirma preferência

Silvio Avila - Pool/Getty Images
Imagem: Silvio Avila - Pool/Getty Images

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

31/12/2020 04h00

O Grêmio chegou à nona final de Copa do Brasil, ao eliminar o São Paulo em pleno Morumbi, mas Renato Gaúcho também tem marca pessoal no torneio. Com a vaga à decisão, o treinador vai disputar a quarta finalíssima do mata-mata nacional, reforçando a predileção por eliminatórias.

Campeão em 2016 com o Grêmio, Renato Portaluppi também ergueu troféu em 2007 pelo Fluminense e esteve em outra final com o Vasco, em 2006.

Com o Vasco, Renato brigou pelo título com o Flamengo e perdeu. No ano seguinte, fez o Flu superar o Figueirense e iniciar a jornada que culminaria com a final da Libertadores de 2008. No Grêmio, assumiu nas oitavas de final e fez o clube do coração encerrar jejum de taças.

De 2016 para cá, o Grêmio sempre competiu forte no mata-mata. Esteve em três semifinais seguidas da Copa Libertadores, apareceu na reta decisiva de todas as edições da Copa do Brasil e também faturou o Gauchão com atuações dignas de duelos eliminatórios.

Renato Gaúcho já reconheceu, mais de uma vez, que gosta de jogos de mata-mata. No Grêmio, criou a rotina de preparar a semana de maneira diferente. Com treinos fora do comum, conversas adicionais e até recursos como bênção de padres e shows do humorista gaúcho Paulinho Mixaria — que se apresentou ao elenco antes da semifinal com o São Paulo.

O Grêmio, maior finalista da Copa do Brasil e recordista de jogos e vitórias em Libertadores entre os clubes brasileiros, também se alinha bem com a filosofia do treinador.

A decisão da Copa do Brasil de 2020 será a oitava final do Grêmio com Renato Gaúcho, na atual passagem. O clube perdeu apenas um título disputado de forma direta: o Mundial de Clubes, vencido pelo Real Madrid em 2017.

Futebol