PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Volpi explica indignação após eliminação do São Paulo: "Queriam atrasar"

Eder Traskini

Do UOL, em Santos (SP)

30/12/2020 23h57

O goleiro Tiago Volpi explicou a revolta do São Paulo após o empate por 0 a 0 com o Grêmio que eliminou o Tricolor Paulista pela semifinal da Copa do Brasil. Jogadores e membros da comissão técnica cercaram a arbitragem no gramado e reclamaram bastante do tempo de acréscimo.

O árbitro Bruno Arleu de Araújo acrescentou sete minutos na segunda etapa. A equipe paulista pediu mais tempo diante da 'catimba' gremista.

"A todo momento um jogador caía no chão. Goleiro demora 40, 50 segundos para bater tiro de meta. Avisamos no intervalo que queriam atrasar. A gente queria acelerar. Se ele dá os 10 ou 12 minutos que tinha que dar e a gente perde, tranquilo. Essa é a nossa indignação. Mas não vai voltar atrás. Erguer a cabeça e pensar no Brasileiro. Agora, aumenta nossa responsabilidade pelo título", disse Tiago Volpi ao canal SporTV na saída de campo.

Na confusão no centro do gramado após o apito final, o técnico Fernando Diniz e o centroavante Tréllez acabaram expulsos por reclamação. A polícia militar precisou intervir para proteger o trio de arbitragem.

O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira, dia 6, para enfrentar o Red Bull Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, pela 28ª rodada do Brasileirão. O Tricolor lidera o torneio com sete pontos de vantagem para Atlético-MG e Flamengo — sendo que os cariocas têm um jogo a menos.

São Paulo