PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Morre Inelci Matiello, radialista que teve atribuída narração que viralizou

Narrador, bastante famoso no estado do Paraná, contraiu covid-19 e teve piora nos pulmões ao ser hospitalizado - Reproduçao
Narrador, bastante famoso no estado do Paraná, contraiu covid-19 e teve piora nos pulmões ao ser hospitalizado Imagem: Reproduçao

Do UOL, em São Paulo

18/12/2020 10h58

Morreu, aos 79 anos, o radialista Inelci Matiello, comunicador famoso na crônica esportiva do Paraná. A informação foi confirmada pela TV Sudoeste por meio de um comunicado.

Ele estava internado com covid-19 em um hospital de Pato Branco, interior do estado. Com coronavírus desde novembro, o narrador teve piora nos pulmões durante a internação e não resistiu.

Inelci, que teve uma trajetória de seis décadas nas rádios do país, ficou famoso por uma narração que viralizou nos anos 2000: a do misterioso pênalti cobrado por Zezinho, do Pato Branco, que rendeu um palavrão e gerou milhões de visualizações.

Apesar disto, ele afirmou, em entrevista ao UOL Esporte no ano passado, que não foi o autor do momento - o jogo, aliás, pode nem ter existido.

"Está na marca fatal, Zezinho pronto para a cobrança do pênalti. Vamos lá, meu garoto! Pato Branco está com você. É o clube indo pela primeira vez para a primeira divisão", iniciou o narrador do viral, que termina decepcionado com o erro: "Vamos lá, Zezinho. É Pato Branco batendo o coração, batendo o coração. Partiu Zezinho. Apontou, atirou.... P* que pariu! Para fooora!"

"Até hoje ninguém sabe quem é o responsável. Até procurei, coloquei na internet, na rádio. Pedi para se identificar, para vir a Pato Branco. Seria algo muito legal. Poderia até ter ganhado dinheiro em cima disso, né? A história é simples e 'bombou' de maneira incrível. Ele nunca apareceu. É uma grande 'fake news', dizem que fui eu, mas não fiz nada disso. Quem me dera tivesse tido essa criatividade porque estaria cobrando cachê. Até o Faustão me convidou para ir lá [no "Domingão"], mas não fui eu. Gostaria que tivesse sido eu", afirmou Inelci na entrevista.

Futebol