PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras deslancha no 2ºT, faz 3 a 0 no Libertad e vai à semi da Liberta

Rony comemora gol pelo Palmeiras contra o Libertad, pela Libertadores - Duda Bairros/Conmebol
Rony comemora gol pelo Palmeiras contra o Libertad, pela Libertadores Imagem: Duda Bairros/Conmebol

Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

15/12/2020 23h24

O Palmeiras confirmou a classificação à semifinal da Copa Libertadores, ao vencer hoje (15) o Libertad (PAR) por 3 a 0, no Allianz Parque. O Verdão avançaria com um empate sem gols, já que os times ficaram no 1 a 1 em Assunção, mas Gustavo Scarpa, Rony e Gabriel Menino marcaram na arena e garantiram mais um triunfo sob o comando de Abel Ferreira.

Ainda que os paraguaios tenham incomodado principalmente em jogadas pelo alto, o Palmeiras foi para o intervalo vencendo por 1 a 0 e deslanchou na etapa final, depois de Piris ser expulso por entrada dura em Raphael Veiga.

Com o resultado, o time agora aguarda o classificado entre o duelo entre River Plate (ARG) e Nacional (URU). Os argentinos venceram a ida por 2 a 0 e têm boa vantagem. A volta acontecerá na quinta (17), às 21h30.

OS MELHORES: RONY E SCARPA BRILHAM

O antes contestado camisa 11 tem ido bem improvisado como centroavante e fez hoje o seu quarto gol pela Copa Libertadores — levando em conta todas as competições, Rony balançou as redes oito vezes. Ainda que pequeno (1,67m), ele incomodou bastante a marcação paraguaia e também participou da jogada do gol que abriu o placar no Allianz Parque.

Já Gustavo Scarpa voltou a viver seus melhores momentos e teve participação decisiva, ao abrir o placar com um forte chute de fora da área e dando boa opção pelo lado esquerdo. Ainda cruzou a bola para o terceiro gol, de Gabriel Menino.

O PIOR: EX-SÃO-PAULINO É EXPULSO

Ivan Piris, lateral com passagem pelo São Paulo, dificultou muito a vida do Libertad ao pisar e depois chutar Raphael Veiga no segundo tempo, depois de uma disputa de bola dura entre Rony e Cáceres. O VAR chamou o árbitro Jesus Valenzuela para checar, e a decisão do juiz foi aplicar o cartão vermelho direto para o defensor do Libertad.

GÓMEZ FAZ ESFORÇO, MAS PRECISA SAIR

Líder da defesa palmeirense, Gustavo Gómez teve um choque de cabeça com Bareiro ainda no primeiro tempo, sofreu um corte, mas colocou uma touca e voltou para o jogo, apesar de o lance ter assustado. No segundo tempo, o paraguaio desabou no campo e acabou pedindo substituição. Emerson Santos o substituiu e teve atuação segura.

ATUAÇÃO DO PALMEIRAS

O time de Abel Ferreira jogou mais compacto do que na ida, em Assunção, e viu o Libertad criar mais problemas novamente pelo alto. Ainda assim, teve mais posse durante todo o confronto e aproveitou-se rapidamente da expulsão de Piris para marcar o segundo e esfriar o Libertad no confronto. O jogo não foi fácil, mas o Verdão jogou organizado e buscou diferentes saídas para chegar na meta de Martín Silva, destaque no confronto. Com um a mais, tomou conta e resolveu o placar.

ATUAÇÃO DO LIBERTAD

A equipe paraguaia vendeu caro a eliminação e incomodou com a marcação alta na saída do Palmeiras em sua área e com lances para disputa de segunda bola, principalmente nas costas de Marcos Rocha. O Libertad tentou incomodar, mas acabou sucumbindo após a expulsão de Piris. Diferentemente da ida, eles conseguiram chegar menos na meta de Weverton.

CRONOLOGIA DO JOGO

O Palmeiras contou com um belo chute de Gustavo Scarpa para abrir o placar no Allianz Parque, aos 20 minutos de jogo, depois de o Libertad ter parado em Weverton em uma chance clara, quando Ferreira driblou Gustavo Gómez e saiu na cara do arqueiro palmeirense. Depois da expulsão de Piris, aos 18 do segundo tempo, o Verdão apertou e chegou ao segundo, com Rony, aos 22. Gabriel Menino, após bela jogada de Willian e cruzamento de Gustavo Scarpa, fechou o placar, aos 42.

NOVE VITÓRIAS NO ALLIANZ

O Palmeiras segue passando por cima de rivais em sua arena, desde que trocou de comando. Com Andrey Lopes e Abel Ferreira, são nove partidas, com nove vitórias, 28 gols a favor e nenhum contra. Mesmo sem torcida, o Allianz Parque voltou a ser um caldeirão alviverde.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 3 x 0 LIBERTAD (PAR)

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 15 de dezembro de 2020, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Jesus Valenzuela (VEN)
Assistentes: Jorge Urrego (VEN) e Tulio Moreno (VEN)
VAR: Jhon Ospina (COL)
Cartões amarelos: Abel Ferreira (PAL); Adorno, Cáceres, Ferreira e Martínez (LIB)
Cartões vermelhos: Ivan Piris (LIB)

GOLS: Gustavo Scarpa, aos 20 minutos do primeiro tempo (1-0); Rony, aos 22 minutos do segundo tempo (2-0); Gabriel Menino, aos 36 minutos do segundo tempo (3-0)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gómez (Emerson Santos) e Viña; Danilo, Gabriel Menino e Raphael Veiga (Zé Rafael); Gustavo Scarpa (Breno Lopes), Gabriel Veron e Rony (Willian). Técnico: Abel Ferreira

LIBERTAD: Martín Silva; Ramírez, Cardozo, Adorno e Píris; Cáceres (Martínez), Bareiro (Villalba), Campuzano (Franco) e Espinoza; Ferreira (Enciso) e Martínez (Cardozo). Técnico: Gustavo Morinigo

Palmeiras