PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fluminense vira, vence Athletico-PR e "dorme" no G-4

Do UOL, em São Paulo

05/12/2020 21h01

Classificação e Jogos

O Fluminense venceu o Athletico-PR por 3 a 1, hoje (5), no Maracanã, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado, obtido com dois gols de Marcos Paulo e um de Nenê, levou o time tricolor de volta à zona de classificação direta da Libertadores. Léo Cittadini abriu o placar para os visitantes.

Com o triunfo, o Fluminense chegou aos 39 pontos e superou Palmeiras e Santos. A dupla paulista empatou o confronto direto, também hoje, e parou nos 38 pontos. O time tricolor ainda pode ser ultrapassado nesta rodada, mas apenas se o Grêmio vencer o Vasco ou o Internacional derrotar o Atlético-MG — ambos os jogos são amanhã (6).

Na próxima rodada, o Fluminense tem o clássico contra o Vasco, em São Januário, no domingo (13). O Athletico-PR tentará a recuperação diante do Atlético-MG, na Arena da Baixada, no sábado (12). Como ambos os times estão apenas na disputa do Brasileirão, terão uma semana de descanso até a próxima atuação.

O melhor

Marcos Paulo foi o grande nome do Fluminense. Foi dele a assistência para o primeiro gol, marcado por Nenê. E quando o time tricolor pressionava no segundo tempo, marcou dois gols em um intervalo de três minutos, decretando o triunfo no Maracanã.

O pior

Não foi o dia de Thiago Heleno. Com 11 minutos, cometeu um pênalti ao tocar a bola com a mão. E mesmo sendo salvo pelo goleiro Santos, voltou a falhar 20 minutos mais tarde. Ao impedir um contra-ataque do Fluminense, derrubou Michel Araújo de maneira ríspida, recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Recuperados da Covid-19

O duelo no Maracanã reuniu dois times que estavam com seus elencos esfacelados por causa do surto de Covid-19. O Fluminense teve o retorno do volante Hudson, do lateral Egídio e do meia Michel Araújo ao time titular. Já o Athletico contou com a volta do goleiro Santos, do lateral Abner e do meia-atacante Nikão.

Fim do embalo

O Athletico-PR deixou a zona de rebaixamento graças a quatro vitórias consecutivas (Fortaleza, Goiás, Atlético-MG e Santos). Mas com as duas derrotas seguidas (Palmeiras e, hoje, o Flu), levando seis gols, a equipe de Paulo Autuori perdeu embalo. Estacionou nos 29 pontos, mas ainda está cinco pontos acima do grupo dos últimos quatro colocados. Neste mesmo período, caiu da Copa Libertadores da América em um mata-mata diante do River Plate.

Ascensão do Tricolor

Do outro lado, o Fluminense entrou novamente em um momento de alta. A equipe não perde há três partidas e somou sete pontos nessa sequência. Antes de bater o Athletico, superou o Internacional, no Beira-Rio, de virada, e empatou com RB Bragantino no Maracanã.

Cronologia do jogo

O Fluminense criou a primeira oportunidade do jogo, aos 3 minutos, com Marcos Paulo, mas Santos fez um milagre, mandando a bola para escanteio.

Depois disso, o Athletico-PR quase chegou ao gol com Richard e abriu o placar com Léo Cittadini. Aos 9 minutos, após boa jogada de Abner pela esquerda, o meia bateu da entrada da área, de primeira, no canto direito.

O Fluminense teve a chance de empatar logo depois. Thiago Heleno tocou a bola com a mão dentro da área, e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Santos defendeu o chute de Nenê.

Aos 25 minutos, porém, Nenê se recuperou. Após boa jogada de Michel Araújo, Santos espalmou, e a bola sobrou para Marcos Paulo, que fez a assistência para o veterano meio-campista concluir em cima da linha do gol.

Antes do intervalo, veio um lance decisivo. Ao tentar puxar contra-ataque, Michel Araújo foi derrubado por Thiago Heleno. O beque do Athletico-PR recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Na etapa final, o Fluminense não deu respiro ao Athletico-PR, mas demorou para conseguir a virada. O segundo gol saiu apenas aos 28 minutos, com Marcos Paulo, em um chute colocado. O atacante tricolor marcou outra vez na sequência, decretando o triunfo no Maracanã.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 3 X 1 ATHLETICO-PR

Motivo: 24ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 05 de dezembro de 2020, sábado
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Thiago Heleno e Wellington (Athletico-PR); Matheus Ferraz, Egídio, Felippe Cardoso e Hudson (Fluminense)
Cartões vermelhos: Thiago Heleno (Athletico-PR)

Gols: Léo Cittadini, aos 9min do primeiro tempo (Athletico-PR); Nenê, aos 25min do primeiro tempo, e Marcos Paulo, aos 28min e 30min do segundo tempo (Fluminense)

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Luccas Claro, Matheus Ferraz, Egídio; Hudson (André), Martinelli, Nenê (Luiz Henrique), Michel Araújo (Ganso); Wellington Silva (Felippe Cardoso), Marcos Paulo (Miguel). Técnico: Odair Hellmann

ATHLETICO-PR: Santos; Erick, Pedro Henrique, Thiago Heleno, Abner; Richard, Wellington (Zé Ivaldo), Léo Cittadini, Nikão (Walter); Carlos Eduardo (Alvarado), Renato Kayzer (Fernando Canesin). Técnico: Paulo Autuori

Futebol