PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Candidato à presidência do Atlético-MG quer Sampaoli no Galo até 2022

Postulante ao cargo de presidente do Atlético-MG quer Sampaoli no clube até 2022 - Pedro Souza/Atlético-MG
Postulante ao cargo de presidente do Atlético-MG quer Sampaoli no clube até 2022 Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

25/11/2020 19h30

Classificação e Jogos

O Atlético-MG vive os últimos dias da presidência de Sérgio Sette Câmara, que afirmou há duas semanas que não seria candidato à reeleição no clube. Até agora o único postulante a inscrever chapa para o pleito presidencial no Galo, marcado para 11 de dezembro, é o empresário Sérgio Coelho. A data limite para inscrição de concorrentes é amanhã (26).

Nome de consenso entre os grandes e atuais investidores do Atlético-MG, Sérgio Coelho já começou o seu trabalho nos bastidores. E tem falado nos corredores aos conselheiros alguns dos planos de sua governança caso eleito para comandar o clube no próximo triênio (2021/2023).

O empresário já admite compromisso pela permanência de Jorge Sampaoli no comando técnico do time principal por todo o contrato atual.

"O candidato à presidência do Galo, Clube Atlético Mineiro, Sérgio Coelho, afirma que, caso eleito no próximo dia 11 de dezembro, assume compromisso de manter o contrato pactuado pela atual diretoria com o técnico Jorge Sampaoli e sua comissão", diz parte de nota enviada ao UOL Esporte pela assessoria de imprensa de Coelho.

Sampaoli chegou ao Atlético-MG em março deste ano e assinou contrato até o fim de 2021. Sérgio Coelho admite também que sua intenção é esticar o vínculo do treinador por mais um ano.

"Sérgio Coelho ressalta que sua intenção, se eleito, e tão logo tome posse, é a de chamar o técnico Sampaoli para discutir a extensão do seu vínculo com o Clube até o final de 2022", completa a assessoria do candidato.

Segundo confirmou o UOL, conversas para a renovação de contrato do treinador argentino já foram iniciadas. Tudo articulado pelos importantes empresários que se tornaram sustentação no Atlético-MG: Rubens Menin, Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador. Assunto abordado inicialmente pelo GE.

Esse grupo de investidores já investiu quase R$ 200 milhões no futebol atleticano em 2020 e promete mais investimentos na próxima temporada, que terá no comando do Atlético-MG outro presidente.

Tradutor: Sérgio Coelho admite intenção de renovar contrato de Sampaoli até 2022

Atlético-MG