PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Último Flamengo x Racing teve despedida de camisa 'maldita'

Flamengo celebra título da Taça Desafio 50 Anos Petrobras, em 2003 - Instituto Marcelo Déda
Flamengo celebra título da Taça Desafio 50 Anos Petrobras, em 2003 Imagem: Instituto Marcelo Déda

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/11/2020 11h38

Classificação e Jogos

Rivais no jogo de hoje (24), no "El Cilindro", às 21h30, pelas oitavas de final da Libertadores, Flamengo e Racing se encontraram pela última vez em amistoso marcado pela política.

Em 15 de novembro de 2003, as equipes se enfrentaram no Batistão, em Aracaju (SE), em jogo amistoso que valia a "Taça Desafio 50 Anos Petrobras". À época, ambos os clubes eram patrocinados pela estatal.

A equipe rubro-negra, dirigida por Waldemar Lemos, venceu por 2 a 1, com gols de Edilson e André Gomes, mas aquele era um momento de vacas magras para o clube. Poucas taças e time limitado —o veterano Edílson era uma exceção em termos de fama. Bem diferente da realidade desfrutada por Rogério Ceni hoje.

No duelo com os argentinos, o Flamengo usou um terceiro uniforme que não teve vida longa e não deixou boas lembranças. A camisa vermelha com detalhes em preto na manga nunca mais foi a campo depois daquele dia. Antes disso, o uniforme somou quatro derrotas e um empate.

O torcedor que viu o jogo levou dois quilos de alimentos não-perecíveis, que foram destinados ao Programa Fome Zero. À época, a estatal era presidida por José Eduardo Dutra, que fez carreira política no Sergipe.

Bem longe do clima de jogo festivo, as equipes voltam a se enfrentar por um jogo de mata-mata. A última vez que cariocas e portenhos se encontraram em um duelo eliminatório foi em 1992, quando os argentinos eliminaram o Fla na Supercopa dos Campeões da Libertadores.

Flamengo