PUBLICIDADE
Topo

Futebol

MLS: Goleiro é expulso durante pênaltis e zagueiro ajuda a classificar time

O zagueiro Rodrigo Schlegel comemora defesa durante cobranças de pênaltis contra o New York City - Phelan M. Ebenhack/AFP
O zagueiro Rodrigo Schlegel comemora defesa durante cobranças de pênaltis contra o New York City Imagem: Phelan M. Ebenhack/AFP

Do UOL, em São Paulo

21/11/2020 18h28

O Orlando City, time dos brasileiros Júnior Urso e Ruan, se classificou para as semifinais da Conferência Leste da MLS Cup após vencer o New York City em cobranças de pênaltis insanas.

A partida, que valia vaga na próxima fase do torneio nacional nos Estados Unidos, terminou 1 a 1 no tempo normal. Aos três minutos, Nani abriu o placar para a equipe de Orlando após cobrança de pênalti. Poucos minutos depois, Maxine Chanot empatou para o New York City. O Orlando City atuou com dez jogadores por alguns minutos depois que o brasileiro Ruan foi expulso no final da segunda etapa.

Com um empate no tempo regulamentar, a partida válida pelas quartas de final do Leste teve que ser decidida nas penalidades. Na última das cinco primeiras cobranças da equipe de Nova Iorque, o goleiro titular do Orlando, Pedro Gallese, defendeu o chute de Valentin Castellanos, o que daria a classificação para a equipe da Flórida.

No entanto, após revisão, a arbitragem voltou atrás e decidiu que o goleiro havia se adiantado na cobrança. Por já ter um amarelo, Gallese foi expulso do jogo, o que causou ainda mais confusão.

Inicialmente, os árbitros permitiram que o Orlando City colocasse o goleiro reserva em campo. Mas, depois de conversarem e analisarem a regra, voltaram atrás e decidiram que a equipe não poderia colocar um jogador vindo do banco durante a cobrança das penalidades. A cena foi curiosa já que os árbitros precisaram, literalmente, checar o livro de regras na frente da torcida e jogadores para tomar uma decisão.

Sem poder colocar na partida um jogador inelegível, o zagueiro Rodrigo Schlegel foi improvisado como goleiro do Orlando City no restante da decisão. Nas cobranças alternadas, Schlegel defendeu a cobrança de Gudmundur Thórarinsson e foi o grande herói da classificação do time de Orlando.

Após o jogo, o perfil oficial do Orlando City foi a loucura com a classificação épica em uma série bizarra de cobranças de pênaltis.

Futebol