PUBLICIDADE
Topo

Futebol

CR7 é investigado pela Justiça por violar protocolo sanitário, diz ministro

Português passará por novos exames para saber se está recuperado da covid-19 e definir se joga ou não contra o Barcelona - Arte/UOL
Português passará por novos exames para saber se está recuperado da covid-19 e definir se joga ou não contra o Barcelona Imagem: Arte/UOL

Do UOL, em São Paulo

26/10/2020 10h18

Classificação e Jogos

Diagnosticado com coronavírus há duas semanas, o atacante Cristiano Ronaldo, da Juventus, voltou a ser citado pelo ministro do esporte da Itália, Vincenzo Spadafora.

Em entrevista à RAI, Spadafora afirmou que o jogador violou protocolos sanitários durante os últimos meses e que é alvo da Promotoria de Turim.

"Cristiano Ronaldo desrespeitou o protocolo e uma investigação da Procuradoria de Turim para provar isso está acontecendo. Foi um caso desagradável", iniciou.

"O vírus nos mostrou que ninguém está imune. É claro que todas as pessoas tentam respeitar as restrições e os protocolos, mas a única solução do momento é ficar em casa", prosseguiu o ministro.

O português passará por novos exames para saber se está recuperado da covid-19. Caso os testes mostrem resultado negativo, ele volta a reforçar a Juventus no duelo contra o Barcelona, pela Liga dos Campeões. O jogo está marcado para quarta-feira (28).

Atritos entre ministro e jogador

Não é a primeira vez que Spadafora e Cristiano Ronaldo se desentendem.

Dias depois de o jogador ter sido infectado, Spadafora declarou que o craque da Juventus poderia ter violado o protocolo anticovid ao retornar de Portugal para Turim após ser diagnosticado com a covid-19.

Cristiano respondeu às críticas e afirmou nas redes sociais que não descumpriu o protocolo. "Estou em quarentena obrigatória (...), respeitando as leis, regras, protocolos e não quebrei o menor protocolo", declarou o português.

Pouco depois, o ministro criticou a postura do jogador. "Alguns campeões sentem que estão acima de tudo. Acho que pessoas assim deveriam enviar mensagens que convidam a respeitar as regras", afirmou.

Futebol