PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Botafogo supera domínio do Atlético-MG, vence por 2 a 1 e deixa Inter em 1º

Do UOL, no Rio de Janeiro

19/08/2020 23h27

Classificação e Jogos

O Botafogo conseguiu sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. O time sofreu bastante do Atlético-MG, até então líder da competição, mas encaixou bons contra-ataques e conseguiu os três pontos: 2 a 1. Os mineiros tiveram 70% da posse de bola e finalizaram 31 vezes contra dez dos cariocas. Os gols da partida foram marcados por Luiz Fernando, Caio Alexandre e Igor Rabello.

Com o resultado, o Botafogo chega aos 5 pontos e pula para a 8ª posição. O time tem um jogo a menos e volta a campo no domingo quando medirá forças com o Flamengo, no Maracanã.

O Atlético-MG, por sua vez, segue com 9 pontos, mas cai para a segunda posição - Inter assume a liderança. Os mineiros terão um duelo direto com o próprio Internacional, no sábado, no Beira Rio.

Atlético-MG mostra intensidade, mas erra em decisões e dá brechas

O Atlético voltou a mostrar intensidade sob a batuta de Jorge Sampaoli. Com mais posse de bola e muito volume de jogo, a equipe levou perigo de forma incessante ao gol defendido por Gatito Fernández. No entanto, cometeu erros em momentos capitais no setor ofensivo, sobretudo com Keno e Marquinhos. A dupla se equivocou ao tomar decisões em lances de finalização e passes. As falhas foram decisivas e atrapalharam o Galo na quarta rodada do Campeonato Brasileiro. A forma de jogar, marcando a pressão do Botafogo, também deixou o time mais exposto no Nilton Santos. A postura adotada permitiu que o mandante criasse boas chances por meio de contra-ataque.

Sampaoli sofre 1ª derrota desde a chegada ao Atlético-MG

Sampaoli sofreu a primeira derrota pelo Atlético-MG, time que treina desde março deste ano. Por causa da pandemia do novo coronavírus, que obrigou uma longa paralisação do futebol, ele só esteve à frente da equipe por nove oportunidades. Neste período, além do revés para o Botafogo, na noite de hoje, a equipe havia obtido sete vitórias (três no Brasileirão e quatro no Mineiro) e um empate (no Estadual, diante do América-MG). Ele tem 81,48% de aproveitamento em sua passagem pela Cidade do Galo.

Guga volta a falhar em gol adversário

Escalado como titular absoluto do Atlético-MG de Jorge Sampaoli, Guga voltou a falhar em um gol adversário. Assim como aconteceu na vitória por 3 a 2 sobre o Corinthians, quando cometeu um equívoco no gol de Jô, o lateral direito não conseguiu acompanhar Luis Henrique no lance de gol do Botafogo no primeiro tempo da partida, marcado por Luiz Fernando. Guga deixou o camisa 7 do Bota fazer boa jogada individual, chegar à linha de fundo e cruzar rasteiro para o dono da camisa 10 deixar a sua marca.

Autuori mexe bastante na equipe

O técnico Paulo Autuori realizou três mudanças no time titular do Botafogo. Honda, Caio Alexandre e Bruno Nazário foram poupados - o japonês sequer ficou no banco de reservas. Luiz Otávio, Guilherme e Pedro Raul ganharam a vaga. A ideia é montar um time com bastante pegada para fazer frente com o líder Atlético-MG de Jorge Sampaoli.

Galo domina ações e fica próximo de gol

O jogo começou e o Atlético-MG logo colocou sua qualidade em prova. Melhor em campo, buscava o gol de todas as maneiras e pressionava os donos da casa. Jogadas de infiltração, contra-ataques, bola parada... O time de Sampaoli criava muito e estava muito próximo de abrir o placar.

Botafogo aposta em contra-ataques e sai na frente

Sem conseguir dominar a partida, o Botafogo passou a apostar nos contra-ataques. Em uma dessas jogadas, Luis Henrique perdeu um gol claro e parou em Rafael. Na segunda chegada, os donos da casa furaram a defesa do líder. Luiz Fernando aproveitou boa jogada pela direita em estufou as redes.

Galo segue em cima, mas Bota leva perigo

O gol não mudou o panorama da partida. O Galo seguia em cima e parando na defesa do Botafogo, que contava com um Gatito Fernández inspirado. Os visitantes finalizaram muito mais que os donos da casa, que seguiam levando perigo nos contra-ataques. Pedro Raul, inclusive, perdeu grande oportunidade.

Técnicos fazem mudanças

Ainda no intervalo, o técnico Paulo Autuori decidiu fazer logo duas alterações. Pedro Raul e Luiz Otávio foram sacados para as entradas de Caio Alexandre e Rafael Foster, improvisado no meio de campo. Jorge Sampaoli, por sua vez, mudou aos 8min e 14 min. Savarino entrou na vaga de Franco e Bruno Silva na vaga de Marrony, o que jogou o time ainda mais para o ataque.

Em seus estilos, Atlético e Botafogo perdem gols

A partida não mudou nem por um segundo. O Atlético-MG dominou as ações e tentava tirar o zero do placar, enquanto o Botafogo resistia e apostava nos contra-ataques. Em comum, apenas os gols perdidos. Os mineiros paravam nas mãos de Gatito, e os cariocas não mostravam pé muito calibrado.

Botafogo tem gol polêmico anulado

O Botafogo chegou a fazer o segundo gol, mas teve o lance anulado de forma bastante polêmica pelo árbitro Flávio Rodrigues de Souza. Na origem da jogada, Babi trombou com zagueiro do Atlético-MG. O árbitro viu mão do atacante do Glorioso e cancelou o lance. Curiosamente a bola bateu anteriormente no braço do defensor.

Botafogo volta a marcar e define 1ª vitória

O alívio veio aos 41min do segundo tempo. Em grande jogada de Matheus Babi, Caio Alexandre escorou para o fundo das redes e deu o triunfo. Foi a primeira vitória do Botafogo no Campeonato Brasileiro.

Igor Rabello ainda desconta, mas sem tempo de reação

O Atlético-MG ainda conseguiu descontar nos acréscimos. Igor Rabello aproveitou e estufou as redes de Gatito Fernández. Formado no clube, o defensor não comemorou em respeito ao Botafogo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Motivo: 4ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 19 de agosto de 2020 (quarta-feira)
Horário: às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa/SP)
Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa/SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)
Assistentes do VAR: Salim Fende Chavez (SP) e Fabricio Porfirio de Moura (SP)
Cartões amarelos: Barrandeguy, Danilo Barcelos (BOT)Cartões vermelhos: -
Gols: Luiz Fernando, do Botafogo, aos 25 minutos do primeiro tempo; Caio Alexandre, aos 42 minutos, e Igor Rabello aos 51 minutos do segundo tempo

Botafogo: Gatito Fernández; Barrandeguy (Fernando), Marcelo, Kanu e Danilo Barcelos; Luiz Otávio (Caio Alexandre), Guilherme, Luiz Fernando e Luis Henrique (Bruno Nazário); Pedro Raul (Rafael Forster) e Matheus Babi. Técnico: Paulo Autuori.

Atlético-MG: Rafael; Guga (Mariano), Igor Rabello, Alonso e Guilherme Arana; Allan (Jair), Alan Franco (Savarino) e Hyoran; Keno, Marquinhos (Maílton) e Marrony (Bruno Silva). Técnico: Jorge Sampaoli

Futebol