PUBLICIDADE
Topo

Futebol

CBF abre mão de exclusividade no Eisntein e muda protocolo após falhas

No domingo (9), jogadores do São Paulo só souberam em campo que o jogo contra o Goiás tinha sido adiado - Heber Gomes/AGIF
No domingo (9), jogadores do São Paulo só souberam em campo que o jogo contra o Goiás tinha sido adiado Imagem: Heber Gomes/AGIF

Do UOL, em São Paulo

10/08/2020 19h33

Classificação e Jogos

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) resolveu mudar o protocolo de covid-19 em todas as suas competições nacionais. Após falhas logo no primeiro final de semana dos torneios, a entidade amplia a testagem, abre mão da exclusividade do Hospital Albert Einstein e cobra resultados entregues com maior antecedência.

Em comunicado, a CBF informa que a partir de agora todos os atletas inscritos da Série A à Série D serão testados a cada rodada, estando ou não relacionados para a rodada em questão - a princípio a entidade pagaria apenas pelos exames dos relacionados. Esta medida passa a valer a partir de sexta-feira (14), pois "os procedimentos já estão em curso" para a rodada do meio de semana.

O segundo ponto alterado é o fim da exclusividade do Hospital Israelita Albert Einstein. Os clubes passam a ter a opção de contratar laboratórios locais, o que pode facilitar a logística e agilizar a obtenção dos resultados. "A CBF reembolsará o valor dos testes aos clubes que optarem pelo laboratório local, tendo como referência o valor estabelecido no contrato celebrado entre a entidade e o Einstein", promete a entidade.

Para evitar o que ocorreu em Goiás x São Paulo, que acabou suspenso após o time goiano ter dez atletas diagnosticados com covid-19, a CBF cobra acesso aos resultados até 24 horas antes da partida pelo clube mandante e até 12 horas antes de o clube visitante iniciar sua viagem. "Isso permitirá que qualquer equipe proceda a troca de eventuais jogadores com teste positivo", projeta a entidade.

A CBF afirma que os ajustes são para "oferecer maior segurança" aos atletas. O secretário-geral da entidade, Walter Feldman, vê balanço positivo após a primeira rodada das competições nacionais. "Entendo que um jogo suspenso e o problema com o laboratório atraiam a atenção e gerem debate, mas foram casos muito específicos em um universo de 25 jogos em todas as séries do Campeonato Brasileiro que se iniciaram neste fim de semana. O balanço é positivo. Tivemos sucessos em todas as outras operações", afirmou.

Confira abaixo a nota divulgada pela CBF:

Objetivando aperfeiçoar o sistema de testes para Covid-19 de jogadores nas competições nacionais, a fim de oferecer maior segurança aos clubes e atletas nelas envolvidos, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informa que realizou os seguintes ajustes nos procedimentos previstos no protocolo médico e na diretriz operacional:

A) A testagem será ampliada. TODOS os jogadores dos elencos dos clubes, inscritos na competição correspondente, serão testados a cada rodada, com 72 horas de antecedência a cada partida, independente de estarem ou não relacionados para o jogo. A medida é válida para as partidas a serem realizadas a partir da próxima sexta-feira, 14, visto que, para os jogos previstos até esta data os procedimentos já estão em curso.

B) Para garantir a logística e a agilidade deste procedimento, os clubes poderão optar entre seguir utilizando o Hospital Albert Einstein ou, se preferirem, optar pela contratação de laboratórios locais, desde que portadores do selo de acreditação laboratorial, outorgado pelas entidades de saúde competentes, e obedecendo aos padrões de teste molecular especificados pelos protocolos. A CBF reembolsará o valor dos testes aos clubes que optarem pelo laboratório local, tendo como referência o valor estabelecido no contrato celebrado entre a entidade e o Einstein. Desta forma, a CBF mantém seu compromisso de custear integralmente a realização de todos os testes, seja diretamente com o hospital referido ou com o uso de laboratórios locais.

C) Os resultados deverão ser enviados à CBF até 24h antes da partida pelo clube mandante e até 12h antes da viagem pelo clube visitante, o que permitirá que qualquer equipe proceda a troca de eventuais jogadores com teste positivo.

D) Ao mesmo tempo, a CBF reforça que os clubes devem manter o rígido cumprimento do Guia Médico para retorno das atividades do futebol brasileiro e da Diretriz Operacional de cada competição, mantendo estrito controle de testagem e avaliação médica permanente.

A CBF reafirma seu compromisso de realizar as competições previstas em seu calendário, sempre colocando como prioridade a saúde de todos os que fazem parte do nosso futebol. E ressalta que qualquer decisão sempre é tomada levando em conta a segurança das pessoas envolvidas nas partidas.

Futebol