PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arnaldo: "Raí é um fracasso absoluto na função de administrador do futebol"

Do UOL, em São Paulo

06/08/2020 04h00

Ídolo do São Paulo pelas conquistas em campo, Raí já foi alvo de críticas em diferentes momentos ocupado a função de executivo de futebol do clube. Após a eliminação diante do Mirassol, nas quartas de final do Campeonato Paulista, o dirigente voltou a ter o trabalho questionado, mas avisou que não pretende deixar o cargo no momento e que conta com o respaldo do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

No podcast Posse de Bola #44, o jornalista Arnaldo Ribeiro afirma que Raí, apesar de ídolo como jogador e de estar acima de qualquer suspeita, é um fracasso como dirigente do São Paulo, o comparando a Roberto Dinamite, que foi ídolo do Vasco, mas deixou o clube em má situação quando foi presidente.

"O São Paulo não tem ninguém do ramo no comando, o Leco não é, o Raí não é, e o Raí foi grande jogador hein, o [Alexandre] Pássaro [executivo de futebol] não é, e o Fernando Diniz não é do ramo. E a questão é a seguinte: eu sou fã número 1 da pessoa Raí, adoro o Raí, acho um cara acima de qualquer suspeita, agora, ele é um fracasso absoluto retumbante na função de administrador do futebol, é quase como a questão do Roberto Dinamite no Vasco, ele vai sair tão chamuscado quanto", afirma Arnaldo.

O jornalista, que havia sugerido durante a parada do futebol devido à pandemia do coronavírus que o melhor para Corinthians e São Paulo seria que seus atuais presidentes antecipassem as eleições marcadas para o final do ano e entregassem seus cargos, vê o clube alvinegro em vantagem em relação ao Tricolor.

"O São Paulo pode ser comparado ao Corinthians atual em diversos aspectos, o mandato trágico do presidente, a eleição que vem por aí... A gente falava no Posse de Bola há algum tempo que o ideal para os dois clubes seria antecipar a eleição, tirar o Andrés [Sanchez] e tirar o Leco o quanto antes", diz Arnaldo.

"O Corinthians vai para essa eleição, pelo menos esportivamente não destruído, e acho que esse foi o segredo nos últimos tempos, a administração é um desastre, mas o campo consegue ser minimamente preservado, mesmo com atraso de salário e tal, porque na verdade, o que acontece diferentemente do São Paulo é que existem algumas pessoas, naquele jargão, do ramo", conclui.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol