PUBLICIDADE
Topo

Em boa fase, Guto Ferreira pode repetir com Ceará título vencido com Bahia

Guto Ferreira em partida contra o Bahia pela Copa do Nordeste - Jhony Pinho/AGIF
Guto Ferreira em partida contra o Bahia pela Copa do Nordeste Imagem: Jhony Pinho/AGIF

Do UOL, em São Paulo

01/08/2020 21h23

O treinador Guto Ferreira vive excelente fase desde que chegou para comandar o Ceará. Com a vitória diante do Bahia pelo placar de 3 a 1, o Vozão abriu uma boa vantagem na busca pelo título da Copa do Nordeste, na próxima terça-feira (4), no segundo jogo.

Basta um empate para que Guto conquiste a segunda a competição regional pela segunda vez. O interessante é que ele já foi campeão justamente pelo Bahia, adversário desta final, em 2017.

Na época, o Bahia priorizou o regional. Querendo conquistar um título que não vinha há 15 anos, a equipe se planejou e chegou a adotar um rodízio de jogadores para depositar suas fichas na Copa, jogando o Campeonato Baiano e até algumas rodadas do Brasileiro com times alternativos.

Aquela equipe tinha como base nomes que tornaram-se conhecidos no cenário do futebol brasileiro nos anos seguintes, como o goleiro Jean, e os meias Renê Junior, Régis e Zé Rafael

Além da equipe completamente focada na competição, a equipe baiana contou com um apoio massivo da torcida tricolor em busca do desafio. Mais de 40 mil torcedores foram até a Fonte Nova e viram um Bahia intenso e sufocante vencer o Sport pelo placar de 1 a 0 e levar o tão sonhado título. O Esquadrão conquistou o título com 100% de aproveitamento em casa. Até hoje, para Guto, aquela foi a maior conquista de sua carreira. E agora ele pode repeti-la.

Na Copa do Nordeste de 2020, Guto comandou o Vozão em quatro jogos e venceu todos. Entre eles, a semifinal contra o rival Fortaleza, quando o Ceará despachou o campeão do torneio em 2019.

Com um estilo intenso e físico, o Ceará de Guto tem como característica o jogo forte, pegado e vibrante. Além dessas características que não deixam o adversário respirar, a equipe tem uma bola aérea ofensiva muito competente, capaz de vencer partidas apertadas.

No primeiro jogo da final do regional, além do Ceará ter sido superior ao Bahia durante todo o jogo, as escolhas de Guto Ferreira mostraram que a fase dele realmente é boa. Ele bancou a titularidade de Cleber, que marcou o gol da virada do Vozão. Depois, promoveu a entrada de Mateus Gonçalves que, poucos minutos depois, aumentou a vantagem para a equipe alvinegra.

Caso vença ou empate o jogo decisivo, o Ceará pode se tornar bicampeão invicto da Copa do Nordeste. Além disso, Guto pode se igualar a Arthurzinho e tornar-se o segundo técnico a conseguir duas conquistas da competição.

Futebol