PUBLICIDADE
Topo

Após reforços, Botafogo é cobrado pela torcida por salários em dia

Botafogo tem plano para pagar dívidas com elenco e funcionários, mas aguarda liberação de verba na Justiça - Vitor Silva/Botafogo
Botafogo tem plano para pagar dívidas com elenco e funcionários, mas aguarda liberação de verba na Justiça Imagem: Vitor Silva/Botafogo

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/07/2020 04h00

Eliminado no Campeonato Carioca e com o Brasileiro próximo da estreia, o Botafogo foi ao mercado da bola e fechou com cinco reforços: Salomon Kalou, Victor Luis, Rafael Foster, Kevin e Matheus Babi. Com a saída de Gabriel Cortez, o Alvinegro não descarta ir novamente às compras para repor a perda.

O problema é que os salários não estão em dia, o que tem gerado críticas e cobranças por parte da torcida. Tanto jogadores como funcionários estão com dinheiro a receber do clube, que mantém os ânimos apaziguados neste primeiro momento por ter um plano em andamento. Enquanto não vira empresa, o Botafogo tem sofrido com penhoras de cobradores que só serão pagos com dinheiro dos investidores.

Até lá, o Botafogo tenta uma manobra para resolver o problema. O clube foi processado pelo Sindicato dos Empregados em Clubes, Federações e Confederações Esportivas e Atletas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro (SindeClubes) com o objetivo de penhorar cerca de R$ 12 milhões do Alvinegro. Isso evitaria que outros credores bloqueassem o dinheiro, que será utilizado para pagar salários de jogadores e funcionários.

A ação já foi aprovada e tudo caminha para um final feliz. Estes R$ 12 milhões envolvem valores que o clube receberá da Globo de premiação do último Brasileiro e direitos de transmissão do Carioca. Além disso, o Botafogo está de olho na venda de Igor Rabello, que está no Atlético-MG e que os cariocas ainda detêm 30% dos direitos econômicos. Isso quer dizer que, em caso de negociação do defensor, a quantia do Glorioso não poderia ser penhorada por outros credores.

Entre os jogadores a situação tem sido bem compreendida e não gera muito desgaste por ter confiança nos dirigentes. O problema é com relação aos funcionários, que não recebem salário muito alto e sofrem consideravelmente com os atrasos. Muitos reclamam bastante e até mesmo lamentam a contratação de jogadores nesse período de dificuldade.

Autuori não descarta novos reforços, mas cobra salários em dia

O técnico Paulo Autuori foi mais um a cobrar o Botafogo por salários em dia. O treinador, no entanto, entende que é possível pagar as dívidas e ainda se reforçar pontualmente para o Brasileiro. Em entrevista ao canal do clube, ele falou da importância do sócio-torcedor para as finanças.

"Temos que ser muito rigorosos e cirúrgicos nas contratações. Para quem tem grana e vai buscar quem quer, ok. Estamos preocupados também com o futuro do clube, e o torcedor brasileiro está começando a entender isso. Os sócios-torcedores hoje estão tendo uma ideia mais madura de que precisam apoiar o clube, para que ele se fortaleça e ganhe uma estabilidade", disse Autuori.

"O que adianta ter jogador com experiência sem dinâmica? Para mim não adianta nada? Teve a chegada do Victor Luis, do Forster, do Kalou, mas temos que mesclar com jogadores novos. Sempre estaremos abertos a trazer jogadores como oportunidade de negócio que possam qualificar o grupo e fazer a equipe ter um salto de qualidade", concluiu.

Botafogo