PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: "Flamengo não deve facilitar venda de titulares ao Benfica"

Do UOL, em São Paulo

21/07/2020 04h00

Além de apostar no técnico Jorge Jesus como solução para lidar com a crise no Benfica, o presidente do clube português também sinalizou com possíveis reforços e nomes de jogadores do próprio Flamengo foram citados pela imprensa portuguesa, como Bruno Henrique e Gerson.

No podcast Posse de Bola #42, Mauro Cezar Pereira opina que não será fácil para o clube português tentar a contratação de alguns dos destaques do time comandado até a última semana por Jorge Jesus, já que a direção do time carioca não deve facilitar a negociação e a multa contratual dos jogadores cogitados é alta.

"Acho muito pouco provável que consiga levar muitos jogadores, pode levar, de repente, o Léo Pereira, que é mais barato. Se pagarem a multa do Léo Pereira, o Flamengo quita o que deve ainda Athletico-PR, então fica no lucro. Ainda dá para contratar outro zagueiro com essa grana, então, esse é possível, os outros é muito difícil", afirma Mauro Cezar.

"Teve gente dizendo na imprensa de Portugal que vão levar o Bruno Henrique, que custa 12 milhões de euros a multa rescisória. Não é isso, é bem mais do que isso, quase o triplo disso pelo que sei, e pelo que apurei também. Os caras no Flamengo não pretendem fazer negócio com o Benfica de jeito nenhum. Uma pessoa do clube me falou outro dia: 'vendo para o Sporting, vendo para o Porto, mas não vendo para o Benfica'. Claro que não vão falar isso publicamente, mas em conversas em off as pessoas falam isso", completa o jornalista.

Mauro Cezar lembra também que Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, deve ser recebido por Rodolfo Landim, mandatário do Flamengo, para acertar o pagamento da rescisão contratual de Jorge Jesus, mas ressalta que o clube não tem condições financeiras para algumas aventuras em termos de contratações e que há críticas da oposição no clube português até mesmo em relação ao acordo feito com Jesus.

"As pessoas acham que só no Brasil que dirigente faz loucura. O Luís Filipe Vieira, que é o presidente, este envolvido em várias confusões lá, é só pegar os jornais, vira e mexe tem uma confusão lá com ele, e dentro do clube ele é muito questionado. O futebol do clube está muito questionado", explica o jornalista.

"Joga as fichas no Jesus para tentar fazer o time andar, no reinício do futebol no começo da outra temporada, e aliviar a barra porque tem eleição em outubro. E é muito questionada essa contratação por setores da oposição no Benfica, porque é muito dinheiro, é um contrato longo, parte significativa da torcida. Alguns colegas de Portugal acham que é meio a meio, metade gosta do Jesus e metade não engoliu até hoje o fato de ele ter saído como saiu, meio que brigado, e foi para o Sporting", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol