PUBLICIDADE
Topo

Meunier cita decepção com Leonardo por falta de acordo; brasileiro responde

Meunier foi anunciado pelo Borussia Dortmund no fim do mês passado - Reprodução/Twitter
Meunier foi anunciado pelo Borussia Dortmund no fim do mês passado Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

16/07/2020 09h31

O lateral Meunier, que deixou o PSG rumo ao Borussia Dortmund nas últimas semanas, disparou contra Leonardo, diretor do clube francês.

O jogador revelou que tinha o desejo de voltar a Paris por empréstimo para conseguir disputar a fase final da Liga dos Campeões, mas falou que o brasileiro não contribuiu para isso.

"Leonardo nunca tentou chegar a um acordo com o Dortmund, muito menos comigo. Ele queria que eu jogasse no PSG praticamente de graça", disse o belga à agência DPA, da Alemanha.

No fim do mês passado, o Dortmund chegou a cogitar um empréstimo de Meunier ao PSG por dois meses, já que o clube alemão está fora do torneio continental e já concluiu seus jogos da atual temporada.

O acordo envolveria uma quantia em dinheiro, ideia que foi rapidamente rejeitada por Leonardo e outros diretores do PSG.

Leonardo responde

Horas depois de a notícia se espalhar por jornais europeus, o brasileiro resolveu se pronunciar.

Ao Le Parisien, Leonardo afirmou que Meunier já tinha firmado compromisso com os alemães e que até tentou um retorno, mas a questão financeira impediu o negócio.

"Para esses jogadores no final do contrato, implementamos uma política comum: prorrogá-los por dois meses (julho e agosto) para concluir as competições nas mesmas condições que as de em vigor no contrato que terminou em 30 de junho de 2020", iniciou.

"Thiago Silva , Eric Choupo-Moting e Sergio Rico concordaram. Eles se comportaram perfeitamente. Thomas Meunier já havia assinado com o Borussia Dortmund, já que estava livre desde 1º de janeiro. Ele pediu o mesmo salário que vai ganhar no Borussia. Liguei para obter um empréstimo e o clube alemão exigiu um pagamento adicional. Sob essas condições, era impossível. Não havia razão para agir de maneira diferente com ele. O clube nunca o desrespeitou", concluiu Leonardo ao veículo.

Futebol