PUBLICIDADE
Topo

Federação suspende Catarinense por 14 dias após polêmica com coronavírus

Alguns jogadores da Chapecoense que atuaram contra o Avaí estavam contaminados com covid-19 - Márcio Cunha/ACF
Alguns jogadores da Chapecoense que atuaram contra o Avaí estavam contaminados com covid-19 Imagem: Márcio Cunha/ACF

Do UOL, em São Paulo

14/07/2020 09h17

Em meio à polêmica envolvendo jogadores que atuaram infectados pelo novo coronavírus, a Federação Catarinense de Futebol decidiu suspender o seu campeonato estadual por 14 dias.

Até então, os jogos das quartas de final do torneio haviam sido apenas adiados, e o jogo que vale a luta contra o rebaixamento estava marcado para hoje - fato que gerou revolta no Tubarão, time mandante, que não poderia atuar em seu estádio.

A decisão, segundo a federação, foi tomada após uma reunião com representantes do governo estadual, dirigentes e médicos dos clubes e dirigentes da Associação de Clubes e do Sindicato dos Atletas.

O torneio, que teve apenas uma rodada disputada desde o reinício após quatro meses, ficará paralisado para que "medidas necessárias sejam determinadas e adotadas e a retomada aconteça da melhor forma possível".

Uma nova reunião para que "mais detalhes sejam alinhados" está prevista para acontecer hoje.

Leia a nota da federação:

Na tarde desta segunda-feira (13), dirigentes da Federação Catarinense de Futebol se reuniram com representantes da Saúde do Governo do Estado, dirigentes e médicos dos clubes e dirigentes da Associação de Clubes e do Sindicato dos Atletas.

Através de videoconferência, foram discutidas as últimas atualizações envolvendo o Campeonato Catarinense Série A 2020, o adiamento da rodada e a busca por caminhos para a competição ser completada com segurança.

O presidente da FCF, Rubens Angelotti, juntamente com o Diretor de Competições, Fábio Nogueira e os clubes da primeira divisão, debateram por cerca de uma hora sobre a situação atual com representantes da Secretaria de Saúde do Estado, como o secretário adjunto Aldo Baptista Neto, a Superintendente de Vigilância em Saúde Raquel Ribeiro Bittencourt e o diretor Fábio Gaudenzi.

Foi ressaltado o esforço dos clubes e da entidade organizadora para desenvolver um protocolo minucioso e seguro para a realização das partidas, definindo que ele será aperfeiçoado para acompanhar o cenário atual e permitir a continuidade da competição.

Após ato assinado pelo Governo do Estado no final desta tarde, o Estadual fica suspenso por 14 dias a fim de que as medidas necessárias sejam determinadas e adotadas e a retomada aconteça da melhor forma possível.

Com isso, a partida entre Tubarão e Concórdia, que aconteceria nesta terça-feira (14), foi adiada.

Amanhã uma nova reunião acontecerá para que mais detalhes sejam alinhados visando o retorno do Catarinense.

Futebol