PUBLICIDADE
Topo

Internacional visita mecenas, mas assegura não ter pedido ajuda financeira

Delcir Sonda perdoou dívida milionária do Inter no ano passado e também estampou marca em uniformes - Divulgação
Delcir Sonda perdoou dívida milionária do Inter no ano passado e também estampou marca em uniformes Imagem: Divulgação

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

04/07/2020 04h00

O Internacional visitou Delcir Sonda, empresário e investidor do clube por mais de uma década, na última semana. Marcelo Medeiros, presidente colorado, esteve com o parceiro naquilo que foi definido nos bastidores como 'visita de cortesia'. Mesmo em crise financeira e com histórico de apoio por parte do Grupo DIS, a alta cúpula assegura que não pediu socorro.

Medeiros e Sonda conversaram durante a tarde da última terça-feira (30) por cerca de duas horas.

A conversa não teve sequer eventual debate sobre aporte para contratações. A Fifa proibiu, em 2015, a participação de terceiros em direitos econômicos de jogadores. Mas de lá para cá, Sonda auxiliou o Inter com dinheiro pontual para algumas operações no mercado da bola.

O encontro entre Inter e o investidor manteve a boa relação, criada na década passada, e que em 2019 teve novos capítulos. Na temporada passada, Delcir Sonda perdoou dívida colorada de cerca de R$ 25 milhões e, em agosto, estampou a marca da própria empresa nos uniformes.

A conversa entre Medeiros e Sonda ocorreu na volta de Brasília, onde o presidente do Inter, e dirigentes de outros clubes contratados da Turner, se reuniu com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

O Inter atravessa crise financeira desde antes da pandemia do novo coronavírus. A doença agravou o quadro e impactou, negativamente, nas contas. O clube gaúcho divulgou déficit de R$ 51 milhões nos primeiros cinco meses da atual temporada.

Futebol