PUBLICIDADE
Topo

Casares lança campanha e promete SPFC sem jogadores como "Everton Felipe"

Julio Casares - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Julio Casares Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

25/06/2020 13h18

Júlio Casares e Olten Ayres de Abreu Jr. lançaram oficialmente hoje (25) a campanha para a presidência do São Paulo. A dupla da chapa de coalização, que conta com o apoio de oito grupos políticos dentro do Conselho Deliberativo, apresentou o seu projeto de governo. De acordo com Casares, postulante para o executivo, o clube terá um elenco forte e sem jogadores como Everton Felipe e Maicosuel.

"Quando se fala em responsabilidade no investimento, não um representa time mais fraco. Representa um princípio de valor para você ter um time mais forte. Austeridade financeira é ter equilíbrio na contratação. Ter uma base sólida com jogadores jovens, jogadores cascudos e estrelas. Tem jogadores que passaram pelo São Paulo que pouco agregaram. Temos Biro Biro, Everton Felipe, Maicosuel, essas contratações não devem acontecer", disse Júlio Casares.

O plano da dupla é baseado em 11 pontos de atuação (Profissionalização; Governança; Responsabilidade financeira; Ética e transparência; Mentalidade vencedora; Engajamento com a torcida; Sócio-torcedor; Autonomia administrativa na área social; Inovação; Marketing; Comunicação).

"Hoje lançamos esse choque de gestão. Não somos candidatos da situação. Temos exemplo do Pimenta e do Olten, que disputaram contra o Leco. Somos a coalizão. São setores que pensam diferente a favor do São Paulo. Hoje o lado adversário tem mais diretores da gestão do Leco do que o meu lado. Diretor da base, o diretor do estádio e o diretor de futebol estão lá. Como falar que são oposição e nós situação? Não busco esse título. Busco um plano de gestão. Não tenho vinculação política com o Leco e outras pessoas. Nossa chapa é de união", disse Casares.

"Nossa aproximação se deu por divergências que tínhamos e passamos a conversar. Descobrimos que as divergências passaram a ser convergências, e caminhamos para um programa comum. Vimos que deveríamos criar um nova chapa", completou Olten, candidato ao Conselho Deliberativo.

São Paulo