PUBLICIDADE
Topo

Grêmio negocia com Atlético de Madri valor final de Caio Henrique

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

02/06/2020 04h00Atualizada em 03/06/2020 14h58

O Grêmio entende que não precisa pagar o valor integral do contrato de empréstimo de Caio Henrique e aguarda resposta do Atlético de Madri. Chamado de volta após cinco meses como jogador do clube gaúcho, o lateral esquerdo ainda treina em Porto Alegre.

A interpretação do Grêmio é de que o valor total do empréstimo não precisará ser pago, pelo uso da cláusula de retorno no meio da temporada brasileira.

O contrato custou cerca de 500 mil euros, em quatro parcelas, aos cofres do time gaúcho.

A primeira parcela vencia em abril, mas foi adiada por conta da pandemia do novo coronavírus. A segunda, prevista para junho, também foi renegociada em virtude da quarentena. Outras duas, no segundo semestre, é que estão em pauta.

Caio Henrique foi notificado, há dias, que voltará à Espanha para reforçar o elenco de Diego Simeone. O Grêmio recebeu notificação na sexta-feira (30), um mês antes da data prevista para reapresentação do jogador em solo espanhol.

Em Porto Alegre, a ideia negociar também o pagamento do período entre o aviso de retorno e a viagem efetiva do jogador. O argumento gremista é que não existem competições em andamento, Caio Henrique não tem sido utilizado e a volta à Europa já é certa. O tema será tratado com os dirigentes do Atlético de Madri.

O Grêmio paga o salário integral do jogador desde janeiro, quando o empréstimo foi assinado.

Aos 22 anos, Caio Henrique chegou ao Grêmio depois de longa negociação com os espanhóis. O jogador demorou a se apresentar por fazer parte da seleção brasileira que disputou o Pré-Olímpico da Colômbia, em janeiro. Caio Henrique deixou o Grêmio após participar de cinco partidas pelo clube. Ainda assim, era considerado titular do time antes da suspensão das partidas por conta da pandemia.

Errata: o texto foi atualizado
Caio Henrique continua em Porto Alegre e segue treinando nas dependências do Grêmio, ao contrário do publicado anteriormente. O valor do empréstimo do jogador é de 500 mil euros e o salário é pago integralmente pelo clube gaúcho.

Futebol