PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro: "TV pagou pelos campeonatos estaduais inteiros, ela vai querer tudo"

Do UOL, em São Paulo

01/04/2020 12h00

Classificação e Jogos

Enquanto não há nenhuma definição sobre quando será possível retomar o futebol no Brasil devido à pandemia do novo coronavírus, as federações estaduais e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) precisarão encontrar uma forma de agrupar os jogos com os campeonatos estaduais interrompidos, o Brasileirão não iniciado e competições como a Copa do Brasil, além de a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana estarem em fases iniciais.

Durante o terceiro bloco do podcast Posse de Bola #26, Mauro Cezar Pereira analisa as possibilidades e aponta a adequação ao calendário europeu como uma saída para as entidades.

"Eles vão defender, os dirigentes das federações, o término dos campeonatos, evidentemente. Eu acho que essa discussão nem precisaria existir desde que nós tivéssemos aqui a adoção do formato do calendário internacional, como é na Europa", afirma Mauro (disponível no vídeo acima a partir de 59:31).

"Seria resolvido o problema, seria até bom, você teria o retorno dos times quando possível, provavelmente sem público no primeiro momento, eu imagino, num torneio menos importante, uns joguinhos do Estadual, para recuperar ritmo de jogo e tal, depois vem Libertadores, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e iríamos até maio do ano que vem, estava tudo resolvido, problema nenhum, dá para terminar esse negócio todo aí", completa.

Além do desejo dos dirigentes das federações em retomar os Estaduais, Mauro acredita que eles terão sua conclusão devido aos interesses das emissoras de TV que detêm os direitos de transmissão.

"A televisão pagou pelos campeonatos estaduais inteiros, ela vai querer tudo, vai querer mostrar todos os jogos. Então, tem esse outro lado também, a grana é importante para os clubes. Um dos poucos que não tem essa situação é o Flamengo porque não acertou o seu contrato com a TV Globo neste ano, mas ela pagou, então, ela vai querer que os jogos sejam realizados. Eles vão acontecer, imagino eu, vão acabar acontecendo", conclui o jornalista.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol