PUBLICIDADE
Topo

Por que Babu decidiu usar como apelido xingamento que o irritava no futebol

Babu na área externa após cinema do líder - Reprodução/GloboPlay
Babu na área externa após cinema do líder Imagem: Reprodução/GloboPlay

Beatriz Cesarini

Do UOL, em São Paulo

11/03/2020 04h00

Premiado ator e agora participante do BBB 20, Babu Santana sonhou um dia viver do esporte. No colégio, ele era figura presente em todas as modalidades e goleiro do time de futebol. Foi no gol que ouviu um torcedor o chamar de babuíno, espécie da família dos primatas. Não pensou duas vezes diante do racismo e partiu para cima do cara. A história de discriminação foi triste, mas fez Alexandre da Silva Santana virar Babu.

"O Babu era uma das poucas crianças negras da escola. Em determinado dia, ele estava jogando futebol e estava passando um documentário sobre babuínos no refeitório do colégio. Um garoto, então, gritou: 'olha aí o Alexandre, parece um babuíno'. E ele não levou muito bem, brigou muito por isso, não gostava, partia para a agressão", contou o amigo Felipe Botelho.

O xingamento começou no colégio Divina Providência, no bairro Jardim Botânico (RJ), mas espalhou. Foram anos de irritação só de ouvir a palavra 'babuíno'. O jogo virou quando, anos depois do episódio na escola, um colega do morro do Vidigal foi zoar Babu. O ator ficou chateado: 'Até você, Reinaldo?', e esse garoto perguntou se a abreviação do xingamento também o fería.

O ator, então, não se sentiu mal ao ouvir "Babu" e decidiu transformar o xingamento em apelido. Alexandre, que sofreu um ato racista infelizmente comum no mundo do futebol, reverteu a situação e a partir daí construiu e consolidou no mercado o seu nome artístico.

"Ele acabou aceitando o 'Babu', porque o pai dele teve esse apelido, mas por outro motivo. Aí dali para lá todo mundo passou a chamar ele assim. Hoje se chamarmos ele de Alexandre, ele nem vai responder. Foi uma forma muito interessante de subverter o preconceito e transformar em algo bom", relatou Felipe.

Amigo de Babu, o ator Hugo Grativol também tem uma história parecida. É apelidado de 'Peri' justamente por causa de um bullying que sofreu na época de colégio ao ser chamado de periquito. O colega de profissão do participante do BBB exaltou a maneira na qual Alexandre conseguiu lidar com o racismo ao modificar algo que nasceu com um significado ruim para virar sua 'marca registrada'.

"O Alexandre tentou dar uma travada nisso por anos, mas começou a autorizar chamar ele pelo apelido de hoje: 'Babu pode, Babu é forte, Babu está ok". E quanto mais você tenta controlar, mais pega né? De tanto sair na porrada pelo 'babuíno', de tanto sofrer bullying, o apelido acabou pegando cada vez mais. E o que é genial dele é a ressignificação, ele levou o apelido para virar seu nome artístico", comentou Hugo.

Futebol