PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Ex-jogador que está no BBB já brigou com Cuca e trabalhou com Jorge Jesus

Hadson Nery em passagens por vários clubes - Reprodução/Instagram
Hadson Nery em passagens por vários clubes Imagem: Reprodução/Instagram

Beatriz Cesarini e Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

21/01/2020 04h00

O BBB20 estreia hoje e promete ser uma edição marcante e diferente de todas as outras. Mas por que o reality da TV Globo é assunto na página de futebol do UOL Esporte? A resposta é simples: o ex-jogador Hadson Nery é um dos participantes. O paraense de 38 anos de idade começou a carreira na base do Corinthians, já foi treinado por Jorge Jesus, teve um desentendimento com Cuca e também se tornou técnico.

Quer saber mais? O UOL listou oito curiosidades e passagens importantes da vida de Hadson Nery dentro e fora de campo.

Cinco anos de Corinthians

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram
Hadson atuou por cinco temporadas nas categorias de base do Corinthians, no fim dos anos 1990. Ele foi companheiro de jogadores como Ewerthon, Edu Gaspar, Kleber e Deco, chegou a participar de treinamentos contra o time profissional em uma época de fartura de títulos e ídolos e até disputou a tradicional Copa São Paulo, mas saiu antes de estrear profissionalmente. Ele considera ter iniciado a carreira no Corinthians por causa de um amistoso contra o Guarani, mas não há registros de jogos oficiais do lateral-esquerdo e meio-campista no "Almanaque do Timão".

Irmão de meia são-paulino

Hadson da Silva Nery é irmão mais novo de Harison, que fez 11 jogos entre 2000 e 2001 pelo São Paulo e ainda acumulou passagens por clubes de Japão, Portugal, China e Arábia Saudita, além de Paysandu, Guarani, Goiás e Ponte Preta. Harison era o principal destaque da base do São Paulo no começo do século e titular de Kaká, que mais tarde seria melhor do mundo e penta pela seleção. O irmão mais velho de Hadson acabou ofuscado pelo rival no futebol profissional, se aposentou em 2016 e hoje é técnico.

Companheiro de elenco de Sheik no Japão

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram
Hadson também já mostrou o seu futebol em terras japonesas. Em 2001, o ex-jogador foi para o Kawasaki Frontale, clube que participa da primeira divisão do principal campeonato nacional do Japão. O ex-jogador não chegou a entrar em campo para uma partida oficial, apesar disso, ele dividiu os treinamentos com brasileiro Emerson Sheik. E a amizade dos dois dura até hoje, na maioria das vezes que se encontram registram nas redes sociais.

Dispensado por Cuca no Paraná

Destaque do Remo em uma edição da Copinha, Hadson acabou contratado pelo Paraná Clube em 2003. Era sua primeira chance como profissional em um clube de maior expressão. Ele jogou 13 minutos em seis partidas diferentes sob o comando do técnico Caio Júnior, mas acabou afastado após o time contratar Cuca como técnico, com quem teve um desentendimento e se irritou. O Paraná parou de pagar o salário de Hadson e rescindiu o contrato, o que gerou a maior dívida trabalhista da história do clube: R$ 3 milhões. Hadson também teve desentendimentos com o técnico responsável pelo afastamento.

Foi treinado por Jorge Jesus

Hadson jogou na Ucrânia em 2003, mas acabou voltando ao Brasil e defendeu as cores da Ponte Preta por uma temporada. Em 2005 e 2006, o ex-jogador retomou a carreira na Europa para atuar pelo União Leiria junto com seu irmão. E é ai que mora a curiosidade. Jorge Jesus foi treinador da equipe portuguesa exatamente durante o período em que o participante do BBB estava por lá. Acontece que o ex-lateral não agradou tanto ao atual comandante do Flamengo e não teve tantas chances no time.

Acusado de violência doméstica pela ex-mulher

Em 2018, Hadson foi denunciado pela ex-esposa Elen Cristina Vara por violência doméstica. A mulher pediu uma medida protetiva contra o ex-jogador, e o Tribunal de Justiça do Pará determinou que o ex-jogador não poderia ficar a menos de 100 metros de distância de Elen, além de não manter contato por qualquer meio de comunicação e não frequentar a residência da vítima e seu local de trabalho. A decisão não foi contestada pelo participante do BBB20.

Polêmicas como dirigente

Após encerrar a carreira como jogador, Hadson fundou a empresa "Evox Sport", de agenciamento de jogadores e gestão de clubes. Ele se envolveu em polêmicas no Ypiranga-AP, quando o clube acusou o ex-jogador de não depositar o salário dos jogadores por causa de desentendimentos pessoais com conselheiros. Hadson acabou expulso do clube. Ele também foi presidente do Bragantino-PA e chegou a contratar o próprio irmão, Harison, como jogador do clube em outubro de 2014.

Treinador com licença da CBF

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram
Além dos desafios como jogador e dirigente, Hadson se aventurou na função de técnico. Ele foi registrado pela Associação Brasileira de Treinadores de Futebol (ABTF) e chegou a cursar as Licenças C e B da CBF Academy, sendo a última graduação concluída no ano passado, no Ceará. Ele foi treinador de dois clubes da Segunda Divisão do Campeonato Paraense, em 2015 e 2016, e ficou três anos parado antes de voltar à ativa. Dono de quadras em Belém, ele desejava retomar a carreira de treinador neste ano e seguir os estudos.

Futebol