PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos constrói vantagem na primeira etapa e vence Mirassol com facilidade

Do UOL, em São Paulo (SP)

07/03/2020 21h25

O Santos venceu com facilidade o Mirassol na noite de hoje (7), na Vila Belmiro, por 3 a 1, em duelo válido pela nona rodada do Paulistão. Os gols do Peixe foram marcados por Diego Pituca, Yuri Alberto e Eduardo Sasha; Rafael Silva descontou para os visitantes. Uma das cenas mais bonitas, e que marcou o triunfo alvinegro, foi o beijo de Pituca em sua esposa, Lidiana Santos, na comemoração do gol que abriu o placar da partida.

Santos x Mirassol

Com a vitória, o Santos chegou a 15 pontos no estadual e se mantém na liderança do Grupo A. Já o Mirassol, segue com 13 pontos, na segunda posição do Grupo C.

O Peixe volta a campo na próxima terça-feira (10), quando enfrenta o Delfín-EQU, pela Copa Libertadores da América, na Vila Belmiro, às 19h15 (de Brasília). Por sua vez, os comandados de Ricardo Catalá, jogam apenas no domingo da semana que vem (15), contra a sensação do Campeonato Paulista, o Santo André, às 11h, no estádio Campos Maia.

O melhor: Yuri Alberto

Yuri Alberto - Ivan Sorti/Santos FC - Ivan Sorti/Santos FC
Imagem: Ivan Sorti/Santos FC

O menino da Vila foi um dos principais nomes da vitória do Peixe nesta noite. Além de balançar as redes, o camisa 29 serviu Eduardo Sasha para marcar o terceiro gol da equipe comandada por Jesualdo Ferreira. A movimentação da dupla de ataque confundiu demais a defesa do Mirassol e abriu espaços para a construção do resultado ainda na primeira etapa.

O pior: Luiz Otávio

O zagueiro do Mirassol teve total influência no segundo gol do Santos, após cortar mal o cruzamento de Pituca, que resultou no tento de Yuri Alberto. Além disso, o defensor não foi eficiente nos duelos mano a mano e acabou a partida sem um desarme sequer.

Santos sufoca o Mirassol

O técnico Jesualdo Ferreira escalou Jobson para o lugar de Alison, que está no departamento médico. Quando o Santos tinha a bola, o camisa 8 recuava para ficar entre os dois zagueiros, liberar os laterais e qualificar a saída de bola santista. Com isso, o Peixe ganhou amplitude e teve inúmeras chances na primeira etapa, podendo ir para o intervalo com uma vantagem ainda melhor.

Mirassol aposta pelos lados

O técnico Ricardo Catalá apostou na velocidade de seus laterais e dos atacantes pelo lado do campo. Por ali, a equipe do interior paulista conseguiu criar suas melhores oportunidades no jogo. Foi assim que o Mirassol deu trabalho ao Corinthians e ao Palmeiras na competição. A bola parada do experiente Camilo também era uma das armas do Leão da Alta Araraquarense.

Soteldo e Pituca são advertidos após discussão

Na saída para o intervalo, o venezuelano e o camisa 21 tiveram uma discussão um pouco mais ríspida. O último lance da primeira etapa foi um ataque do Mirassol, que Soteldo não voltou para ajudar na marcação e Pituca teve que cobri-lo e isso incomodou o meio-campista. Os companheiros precisaram contê-los. Na volta para a etapa final, o árbitro Ilbert Estevam da Silva advertiu os dois com o cartão amarelo.

Segunda etapa não reserva grandes emoções

Após um primeiro tempo frenético, as equipes não conseguiram manter o ritmo para a etapa final e o nível técnico da partida caiu bastante. Ambas as equipes erraram muitos passes no terço final do campo e os goleiros pouco trabalharam. O melhor lance da segunda etapa foi um gol de Carlos Sánchez que não valeu. O atacante Arthur Gomes fez bela jogada individual pelo lado direito e cruzou para o uruguaio, que em posição irregular concluiu para o gol vazio. A auxiliar acertou no lance. No último minuto da partida, Kaio Jorge ainda carimbou o travessão, mas o placar final permaneceu como o da primeira etapa: 3 a 1 para o Santos.

Everson cobra primeira falta com a camisa do Santos

Aos 42 minutos do segundo tempo, o goleiro do Peixe bateu a primeira falta com a camisa do Santos. No entanto, a cobrança ficou na barreira. Há quase dois anos, Everson se destacou após marcar um gol de falta na vitória do Ceará sobre o Corinthians, por 2 a 1, pelo Campeonato Brasileiro de 2018.

Cronologia do jogo

Logo aos três minutos da primeira etapa, Felipe Jonatan roubou a bola no meio-campo e tabelou com Soteldo. O lateral cruzou rasteiro, na entrada da área, para Diego Pituca. O volante cortou para a perna esquerda e soltou uma bomba no ângulo do goleiro Kewin.

Aos dezoito, Pituca cruzou e o zagueiro Luiz Otávio cortou muito mal. Yuri Alberto aproveitou a sobra e bateu cruzado no cantinho, sem chances para o goleiro. Santos 2 a 0.

Pouco tempo depois, aos 22, Yuri Alberto passou a bola para Eduardo Sasha que, da entrada da área, chutou colocado de perna esquerda e ampliou para o Peixe.

Camilo cobrou falta na segunda trave, o atacante Rafael Silva subiu sozinho nas costas de Felipe Jonatan e diminuiu o prejuízo para a equipe do interior, aos 31 minutos.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3 x 1 MIRASSOL

Data: 7 de março de 2020, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Competição: Campeonato Paulista (nona rodada)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Ilbert Estevam da Silva
Auxiliares: Fabrini Bevilaqua Costa e Risser Jarussi Corrêa

Cartões amarelos: Madson, Soteldo, Pituca e Everson (SAN) e Matheus Rocha (MIR)

Gols: Diego Pituca, aos 3',Yuri Alberto, aos 18' e Eduardo Sasha aos 22' da primeira etapa; Rafael Silva, aos 31'.

SANTOS: Everson; Madson (Pará), Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Jobson, Diego Pituca e Carlos Sánchez; Soteldo, Yuri Alberto (Kaio Jorge) e Eduardo Sasha (Arthur Gomes). Técnico: Jesualdo Ferreira.

MIRASSOL: Kewin; Daniel Borges, Luiz Otávio, Reniê e Ernandes; Luís Oyama, Neto Moura (André Castro) e Camilo; Matheus Rocha (Maranhão), Rafael Silva e Chico (Dellatorre). Técnico: Ricardo Catalá.

Santos