PUBLICIDADE
Topo

Caso Daniel: Cris Brittes processará espólio de atleta e pedirá indenização

Cristiana Brittes, esposa de Juninho, foi presa sob suspeita de envolvimento na morte de Daniel Corrêa - Reprodução
Cristiana Brittes, esposa de Juninho, foi presa sob suspeita de envolvimento na morte de Daniel Corrêa Imagem: Reprodução

Adriano Wilkson

Do UOL, em São Paulo

29/02/2020 16h28

Após ser isentada da acusação de participar do homicídio de Daniel Correa, a empresária Cristiana Brittes vai processar o espólio do jogador e exigir indenização, informou o advogado Claudio Dalledone Júnior, que defende Cristiana.

A ação civil argumentará que Cristiana foi vítima de um crime sexual cometido por Daniel e teve foto íntima divulgada por ele sem sua autorização. "Trata-se de uma série de fatores que atingem a honra subjetiva dela", afirmou Dalledone.

Leia também:

Ontem (28), a juíza Luciani de Paula decidiu isentar Cristiana da acusação de homicídio entendendo que não há indício de que ela tenha participado do crime. Em entrevista coletiva após a decisão, o advogado afirmou que "o reconhecimento por parte do poder judiciário de que ela não participou do homicídio é dizer que o jogador Daniel a importunou sexualmente e que a ação dele desencadeou esse outro absurdo que foi o assassinato."

"A decisão dá direito a ela a entrar com uma ação [porque] ela é vítima do crime de Daniel e merece indenização", disse o defensor, cujo escritório agora calcula o valor que será pedido ao espólio do atleta.
Daniel tinha contrato com o São Paulo, mas jogava emprestado ao São Bento de Sorocaba (SP), quando foi morto em outubro de 2018.

Ele foi convidado à festa de Allana Brites, filha de Cristiana e do empresário Edison Brittes, conhecido como Juninho. Após enviar uma foto na cama de Cristiana, Daniel foi morto e teve o pescoço e o pênis cortados. Edison confessou o crime, foi preso e irá a júri popular, junto com três outros réus. Eles responderão por homicídio qualificado.

daniel jogador - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Cristiana e Allana também responderão por outros crimes, como coação no curso do processo, fraude processual e corrupção de menor. Ainda cabe recurso. Mãe e filha chegaram a ser presas, mas aguardam julgamento em liberdade. Não há data para o julgamento.

Procurado, o advogado da família do jogador Daniel preferiu não se pronunciar sobre a intenção de Cristiana de processar o espólio do jogador.

Veja todos os pronunciados do caso Daniel:

Homicídio qualificado pela torpeza do motivo, pelo emprego de tortura ou outro meio insidioso ou cruel, e pelo recurso que impossibilitou a defesa da vítima

David Willian Vollero Silva
Edison Luiz Brittes Junior
Eduardo Henrique Ribeiro da Silva
Ygor King

Ocultação de cadáver

David Willian Vollero Silva
Edison Luiz Brittes Junior
Eduardo Henrique Ribeiro da Silva
Ygor King

Fraude processual

Allana Emilly Brittes
Cristiana Rodrigues Brittes
David Willian Vollero Silva
Edison Luiz Brittes Junior
Eduardo Henrique Ribeiro Da Silva
Evellyn Brisola Perusso
Ygor King

Corrupção de menor

Allana Emilly Brittes
Cristiana Rodrigues Brittes
Edison Luiz Brittes Junior
Eduardo Henrique Ribeiro Da Silva

Coação no curso do processo (por cinco vezes)

Allana Emilly Brittes
Cristiana Rodrigues Brittes
Edison Luiz Brittes Junior

Futebol