Topo

Futebol


Jornal: "Justiça falha mesmo", diz mãe de Daniel após Cristiana ser solta

Daniel com a mãe Eliana Correa  - Arquivo Pessoal
Daniel com a mãe Eliana Correa Imagem: Arquivo Pessoal

Do UOL, em São Paulo

16/09/2019 20h48

A mãe do jogador Daniel Corrêa, Eliana Corrêa, criticou a Justiça brasileira após Cristiana Brittes, ré pelo homicídio do meia-campista, ter sua prisão revogada e deixar a prisão.

"Não importo muito com essas pessoas, não. A única coisa que eu me importo é o meu filho não estar mais aqui. O que a Justiça do Brasil fizer está feito. A Justiça do Brasil é assim, falha mesmo. Infelizmente, a gente não pode esperar muita coisa", disse ao jornal Extra.

"Ele era tudo para mim. Faz muita falta. Éramos muito ligados e ele tinha toda confiança em tudo que eu fazia para ele. Eu cuidava de tudo. Agora, o que faço é ir visitar o túmulo dele quase todos os dias e ajudar a cuidar da filhinha dele", afirmou.

Cristiana deixou a Penitenciária Feminina do Paraná, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, na semana passada. Na decisão, a juíza Luciani Regina Martins de Paula, da 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais, no Paraná, afirmou que Cristiana em liberdade não representa risco à sociedade e substituiu a prisão por medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica por pelo menos 90 dias.

Cristiana foi presa na noite do dia 31 de outubro de 2018. Ela é ré por homicídio, coação de testemunha e fraude processual. De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público, testemunhas disseram que ela proferiu frases que encorajaram a morte do jogador. O marido dela, Edison Brittes, é réu confesso e continua preso.

A filha mais velha do casal Brittes, Allana, foi presa junto com a mãe, porém saiu da prisão após ter habeas corpus concedido pelo Superior Tribunal de Justiça no mês passado.

Futebol