PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Arnaldo Ribeiro: "Time do Athletico-PR era melhor que o do Corinthians"

Juca Kfouri: "Se o Corinthians ficar fora, não será culpa do Tiago Nunes"

UOL Esporte

Do UOL, em São Paulo

12/02/2020 04h00

Classificação e Jogos

O técnico Tiago Nunes tem pela frente na noite de hoje (12), às 21h30, um jogo decisivo contra o Guaraní, pela Libertadores, em que precisa vencer por dois gols de diferença para avançar. Vindo de duas derrotas consecutivas, o novo comandante tem sua primeira situação de pressão desde que chegou ao Corinthians.

No podcast Posse de Bola #19, o jornalista Arnaldo Ribeiro compara os times comandados por Nunes no Athletico-PR, com o qual o treinador foi campeão da Sul-Americana em 2018 e da Copa do Brasil em 2019, e no Corinthians, onde ele está trabalhando a mudança de característica para propor o jogo e deixar no passado o perfil mais defensivo.

Para Arnaldo, a grande dificuldade para o técnico gaúcho é com as peças que ele tem no elenco para conseguir fazer o jogo que propõe.

"Ele teve pouquíssimas alternativas para formar um time de futebol. O Luan é uma contratação, o Cantillo, que é um acerto, é outra. E assim, digamos que a diretoria do Corinthians deu um cheque de R$ 100. 'Tiago, temos R$ 100'. O cara indicou cinco jogadores por posição, não conseguiu nenhum atacante ainda pelo lado", afirma Arnaldo.

"O time do Athletico-PR, embora mais barato do que o do Corinthians, era melhor que o do Corinthians, o Athletico-PR do ano passado. A minha analogia com Athletico-PR e Corinthians é a seguinte: são titulares do Corinthians hoje, absolutos, Pedro Henrique e Camacho, os dois eram reservas do Athletico-PR", completa.

O maior reforço do Corinthians para a temporada, na opinião do jornalista, é o próprio treinador.

"O elenco do Corinthians é fraco, a maior contratação do Corinthians para 2020 foi o técnico, com a seguinte perspectiva: esse cara, com pouco, fez bastante", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol