PUBLICIDADE
Topo

Werley faz 2, e eliminado Vasco vence Portuguesa-RJ na despedida da Taça GB

Do UOL, em São Paulo

09/02/2020 18h01

Classificação e Jogos

O clima era de despedida, mas o Vasco fez o seu papel na última rodada da Taça Guanabara, na tarde de hoje (9). A equipe comandada por Abel Braga venceu a Portuguesa-RJ por 3 a 2, no Elcyr Resende de Mendonça, em Bacaxá (Saquarema). Werley (duas vezes) e Cano fizeram os gols do Cruzmaltino, enquanto Chayene e Maicon Douglas descontaram.

Com o resultado, o time vascaíno encerra a participação no primeiro turno do Carioca com sete pontos, na quarta colocação do Grupo B. A Portuguesa fechou o torneio com seis, na quarta posição da outra chave.

Fora da fase final da Taça Guanabara, o Vasco se concentra na Copa do Brasil, até pelo atrativo financeiro da competição. Na próxima quarta-feira (12), o time visita o Altos-PI pela primeira fase e tem a vantagem do empate. A Portuguesa aguarda a Taça Rio, em março.

Werley tem dia de artilheiro e se destaca

O zagueiro do Vasco foi o principal nome do confronto, mas não pelo que fez defensivamente. O camisa 3 se lançou ao ataque e foi feliz em duas oportunidades após cobranças de escanteios. Em ambos os lances ele subiu mais que todo mundo e fez dois gols. No intervalo, ele homenageou o primo, morto no incêndio no Ninho do Urubu há um ano.

Vasco controla posse e domina

Sem muita pressão e apenas cumprindo tabela, o time vascaíno fez jogo tranquilo na tarde de hoje. Diferentemente do que se esperava, Abel escalou os titulares — a exceção de Talles Magno —, que controlaram a posse de bola e ditaram o ritmo do jogo. Até por isso, em mais de uma oportunidade o Vasco teve a chance de ampliar o placar. Cano, antes de deixar o seu, acertou o travessão, teve um gol anulado por impedimento e viu um defensor rival tirar outra bola em cima da linha.

Portuguesa-RJ empata rápido, mas para

O time mandante sofreu o primeiro gol, empatou nos minutos seguintes e deu a impressão de que poderia crescer no jogo. Não foi o que aconteceu, no entanto. A Portuguesa voltou a recuar, e a esperar o Vasco com marcação baixa, e aí foi 'presa fácil'. No segundo tempo, caiu bastante de produção e o ataque só foi oferecer perigo aos 45, quando Maicon Douglas marcou.

Cronologia do jogo

O Vasco abriu o placar com Werley, aos 31 minutos do primeiro tempo. Dois minutos depois, também de cabeça, a equipe mandante igualou o marcador com Chayene. O camisa 3 cruzmaltino entrou em ação novamente nos acréscimos, aos 46, e recolocou os visitantes em vantagem com outra cabeçada. No fim do segundo tempo, Vinicius arrancou pela direita e cruzou para Cano. O atacante teve tranquilidade e de 'biquinho' deixou o seu. Aos 45, Maicon Douglas recebeu cruzamento e diminuiu para a Portuguesa.

Cano mostra tranquilidade e faz gol de 'bico'

O argentino do Vasco teve mais de uma chance para deixar o seu, e ele saiu na parte final do segundo tempo. Cano recebeu passe de Vinicius e mostrou muita tranquilidade: ele esperou, esperou e definiu de 'bico', vencendo o goleiro adversário.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA-RJ 2 X 3 VASCO

Local: Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Bacaxá (Saquarema)
Data: 9 de fevereiro de 2020, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga
Assistentes: Michael Correia e Márcio Moreira de Queiroz
Cartões amarelos: Diego Maia (Portuguesa-RJ); Andrey, Werley (Vasco)

Gols: Werley, aos 31' e 46', e Chayene, aos 33 minutos do primeiro tempo; Cano, aos 39', e Maicon Douglas, aos 45 minutos do segundo tempo

PORTUGUESA-RJ
Max; Valdir, Dilsinho, Diego Guerra, Diego Maia; Maicon Douglas, Muniz (Alexandre Talento), Romarinho; Chayene (Mauro), Matheus Pimenta (André Silva) e Nixon. Técnico: Rogério Corrêa.

VASCO
Fernando Miguel; Yago Pikachu, Werley, Leandro Castán, Henrique (Alexandre); Andrey, Raul, Marcos Júnior (Juninho); Marrony (Ribamar), Vinicius e Cano. Técnico: Abel Braga.