PUBLICIDADE
Topo

Coudet encontra grupo aberto a novas ideias e acelera adaptação no Inter

Eduardo Coudet  já mudou várias situações no Inter e contou com apoio dos atletas - Ricardo Duarte/Inter
Eduardo Coudet já mudou várias situações no Inter e contou com apoio dos atletas Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

07/02/2020 04h00

Classificação e Jogos

Eduardo Coudet encontrou no Inter um grupo aberto para suas ideias. No clube há um mês, o treinador argentino não teve resistência dos jogadores para implantar uma mudança drástica na forma de atuar do time. E isso facilitou a adaptação até aqui.

Os conceitos do técnico são solicitados em treinos e vistos em jogos. O time se comporta totalmente diferente da equipe do ano passado. As linhas de marcação, a pressão, formação posicionamentos, tudo foi modificado em pouco tempo.

Mas para conseguir isso, Coudet não sofreu qualquer tipo de preconceito. Talvez pela abertura aos estrangeiros dada pelo sucesso de Jorge Sampaoli e Jorge Jesus no ano passado, todos estavam ávidos por aprender com o novo comandante. E isso surpreendeu o único jogador contratado por pedido expresso do comandante: Damián Musto.

"No começo é sempre difícil de implementar um estilo de jogo. Em outro país, é complicado começar e convencer os jogadores. Mas creio que o grupo está muito aberto e com vontade de absorver outra forma, nem melhor nem pior, mas outra forma do grupo. O elenco absorveu rapidamente os poucos dias de trabalho que tivemos, todos deram o máximo nos treinos físicos e técnicos. Me surpreendeu como todos estavam dispostos a seguir o que o treinador pede", comentou.

Coudet e seus auxiliares — dois preparadores físicos, um auxiliar e um analista de desempenho — jamais tiveram qualquer resistência do elenco, que "comprou a ideia" de mudança na postura e tenta impor este novo modelo em campo.

E as alterações são evidentes. Dois atacantes, um meio-campo que se move diferente, novas funções para jogadores que eram utilizados já no ano passado, entre outras novidades para 2020.

"A ideia está clara, temos uma linha de jogo que disputamos sempre de maneira similar. Dependendo do rival e da partida, de estarmos ou não nos nossos melhores dias, as coisas vão melhor ou não. Mas a ideia de jogo está bem clara. Obviamente que precisamos de tempo para trabalhar, ir avançando, melhorando, seguir tratando de automatizar os movimentos principalmente quando perdemos a bola. Mas, ao mesmo tempo, em pouco tempo que estamos trabalhando já conseguimos uma ideia bastante clara e estamos convencidos que este é o caminho. Queremos ser protagonistas em qualquer estádio, um jogo que está saindo cada vez mais fluído", explicou o volante.

Amanhã (8), às 17h, diante do Novo Hamburgo, pelo Gauchão, Eduardo Coudet vai para seu sexto jogo no comando do time. Até agora soma três vitórias e dois empates. A equipe marcou oito gols e sofreu quatro.

Internacional