PUBLICIDADE
Topo

Seleção Brasileira


Jardine repete time e diz que rodízio de capitães "vulgariza faixa"

André Jardine comanda seleção brasileira no Pré-Olímpico - Lucas Figueiredo/CBF
André Jardine comanda seleção brasileira no Pré-Olímpico Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Danilo Lavieri

Do UOL, em Armênia (Colômbia)

27/01/2020 19h53

Classificação e Jogos

A seleção brasileira terá a mesma formação que apresentou na última rodada na partida de amanhã (28), contra a Bolívia, a partir das 22h30. Foi o que mostrou o técnico André Jardine no treino desta segunda-feira. Se vencer, o time estará classificado para o quadrangular final do Pré-Olímpico que vale vaga em Tóquio-2020.

A única novidade em relação ao jogo contra o Uruguai será o capitão. O último a ostentar a braçadeira foi Matheus Henrique e, amanhã, ela voltará a ficar com Bruno Guimarães.

"Eu gosto de ter só dois capitães, porque eu entendo que em algum momento eu posso perder um deles. É importante que a gente tenha mais líderes. A braçadeira passando no braço de todos vulgariza um pouco. Então a gente identifica dois atletas que tenham perfil e merecimento de ostentar uma braçadeira de uma seleção, porque não é pouca coisa ser capitão. Neste momento me satisfaz ter Bruno e Matheus Henrique. Com eles dois estamos muito bem representados", explicou.

Se nenhum imprevisto ocorrer entre hoje e amanhã, o time será o seguinte: Ivan; Guga, Nino, Bambu e Caio Henrique; Bruno Guimarães, Matheus Henrique e Pedrinho; Antony, Paulinho e Matheus Cunha.

Todos esses titulares da seleção brasileira foram ao estádio na última rodada para assistir ao jogo entre Bolívia e Uruguai e ficaram impressionados com o desempenho dos bolivianos, que venceram por 3 a 2. O trabalho de Jardine tem sido conscientizar os atletas que não será no peso da camisa que a seleção vai vencer.

"Foi muito bom ter ido e levado os jogadores, porque às vezes a gente fala que os países como a Bolívia estão se organizando melhor e vendo assim fica melhor. A Bolívia venceu com merecimento e é uma equipe que merece o respeito nosso. Precisamos de dedicação porque é jogo decisivo. A gente está tratando como primeira grande decisão do campeonato, porque temos chances de nos classificar", afirmou.

Seleção Brasileira