PUBLICIDADE
Topo

Por que Coritiba topa o risco e encaminha tirar Sassá do Cruzeiro

Douglas Magno/AFP
Imagem: Douglas Magno/AFP

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

12/01/2020 18h09

Rebaixado para a Série B para 2020, o Cruzeiro está promovendo uma verdadeira "limpa" em seu elenco, emprestando jogadores para os mais diversos clubes por alívio na folha salarial. A negociação mais recente envolve o atacante Sassá, 26 anos, com o Coritiba. As partes já se acertaram verbalmente e agora restam exames e a assinatura do contrato.

A negociação foi divulgada pelo Globoesporte e confirmada ao UOL Esporte por membros da diretoria dos dois clubes, com novos detalhes.

Sassá disputou 37 jogos com 6 gols marcados em 2019 pela Raposa. Se os gols rarearam, as polêmicas seguiram em alta, como nos tempos de Botafogo. A mais recente envolveu o empresário de Bruno Guimarães, (ainda) jogador do Athletico, maior rival do Coxa. À época, Sassá deu uma entrada em Guimarães e o empresário reclamou nas redes sociais, pelas quais Sassá respondeu: "Só não mando tomar no ** por que estou mudando".

Antes, Sassá já havia entrado em atrito com a torcida celeste após vídeos mostrarem o jogador em festas. Também acabou ficando de fora da final da Copa do Brasil 2018 por acertar um soco no lateral Mayke, do Palmeiras.

O atacante trabalhou com Eduardo Barroca no Botafogo em 2016, quando o atual técnico do Coritiba era apenas auxiliar. Durante a negociação, Barroca recebeu aval da diretoria alviverde para a gestão do comportamento do jogador. A diretoria acredita em uma recuperação em Curitiba, mas não é apenas boa-fé: nos termos do empréstimo, o Coxa pleiteia 20% de "cláusula de vitrine" em uma negociação futura, além de ter salários divididos com a equipe mineira.

Em 2019, o Coritiba contou com Rodrigão como atacante de referência. O jogador que pertence ao Santos e foi reemprestado pelo Peixe em 2020, agora para o Ceará, marcou 21 gols em 42 jogos pelo Coxa na temporada passada, mas acabou afastado do elenco na reta final da Série B após um episódio de indisciplina.

Na ocasião, o então técnico Jorginho o retirou da equipe e ouviu reclamações; como já era reincidente, Rodrigão foi afastado em definitivo pela diretoria de futebol - que passou a buscar no mercado um novo atacante de referência, cujo nome pode ser Sassá.

Coritiba