PUBLICIDADE
Topo

Corinthians vence Ceará, garante vaga na Libertadores e 'ajuda' Cruzeiro

Gustavo comemora seu gol durante partida contra o Ceará hoje, no Castelão - Thiago Gomes/AGIF
Gustavo comemora seu gol durante partida contra o Ceará hoje, no Castelão Imagem: Thiago Gomes/AGIF

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/12/2019 21h27

O Corinthians venceu o Ceará por 1 a 0, hoje (4), no Castelão, em partida válida pela 37ª rodada do Brasileirão, e se classificou para a Copa Libertadores da América de 2020. O gol do Timão foi marcado por Gustagol, de cabeça, aos 36 minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio de Clayson.

O Corinthians ainda "ajuda" o Cruzeiro na rodada. Agora o time mineiro pode deixar a zona de rebaixamento caso derrote o Grêmio, amanhã (5), em Porto Alegre. Mesmo que não vença, os mineiros ainda jogarão a última rodada com chances de escapar do rebaixamento.

O clube paulista subiu para a sétima colocação, com 56 pontos, e ultrapassa o Internacional na tabela de classificação. O Ceará, por sua vez, permanece na 16ª colocação, com 38 pontos, dois a mais que o Cruzeiro.

Enquanto o Corinthians, já com uma meta assegurada, enfrenta o Fluminense, domingo, às 16h (de Brasília), em Itaquera, na última rodada, o Ceará joga contra o Botafogo, no Engenhão, no mesmo dia e horário, precisando de um resultado positivo para se manter na Série A.

Quem foi bem: Janderson foi o mais 'perigoso' do jogo

Apesar de exagerar das jogadas individuais em alguns lances, Janderson foi o melhor em campo em partida de poucos destaques. O jovem atacante partiu para cima da marcação e foi eficiente nas jogadas de profundidade. Só não foi melhor pois errou na decisão da "última bola" em algumas jogadas.

Quem foi mal: Lima é expulso e complica o Ceará

O meio-campista Lima foi imprudente e complicou o Ceará no jogo. Além de lances grosseiros, como finalizações erradas, Lima foi expulso aos 25 minutos do segundo tempo após entrar com a sola da chuteira em "carrinho" contra Ramiro. Ele já tinha levado cartão amarelo após falta em Fagner no primeiro tempo.

Corinthians sufoca o Ceará, mas ainda 'peca'

O Corinthians entrou em campo mais uma vez realizando o "jogo apoiado" de Dyego Coelho. O time de Parque São Jorge atuou grande parte do jogo no campo do adversário, teve mais posse de bola, mas colecionou muitos erros técnicos, principalmente na saída de bola. No intervalo da partida, aliás, Ramiro deixou claro isso. "A gente está pecando na saída de bola. A bola está chegando quebrada na frente e não conseguimos ter oportunidade para finalizar. Precisamos jogar mais curto, triangular para conseguir finalizar", disse ao Premiere.

O time cearense encaixou a marcação deixando o zagueiro Manoel para iniciar as jogadas do Timão. O defensor errou muitos passes na saída de bola. A melhor chance no primeiro tempo ocorreu após cobrança de falta. Mateus Vital pegou rebote do goleiro e finalizou, mas o zagueiro tirou a bola em cima da linha. Na segunda etapa, o Timão continuou no ataque e errando passes e outros fundamentos. Mas, de tanto atacar, Gustagol fez o gol após escanteio cobrado por Clayson. O time paulista mereceu a vitória pela ousadia.

Bronca forte de Boselli

A primeira grande chance do Corinthians esteve nos pés de Janderson. Após lançamento longo de Gabriel do campo de defesa, Carlos dominou e driblou o marcador. Na sequência a bola sobrou para Janderson, que deu belo drible no defensor e chutou sem ângulo. O jovem atacante tomou uma forte bronca de Boselli, que gesticulou bastante pois espera o toque de bola na entrada na pequena área. No segundo tempo, o corintiano voltou a driblar dentro da área e finalizou na trave. Boselli esperava o passe novamente.

Ceará aposta em Galhardo de falso 9 e fracassa

O Ceará apostou na transição para enfrentar o Corinthians e fracassou. Apesar de precisar fugir da zona de rebaixamento, o time nem parecia que jogava em casa. Deixou o Timão com a bola e apostou em raros contra-ataques. Os cearenses, inclusive, entraram em campo com o meia Tiago Galhardo de "falso 9". A melhor chance do time no primeiro tempo, por exemplo, ocorreu em cobrança de falta de Ricardinho. O meia cobrou da entrada da área para grande defesa de Cássio, que fez a "ponte" e espalmou para escanteio. No segundo tempo, o Ceará não conseguiu construir jogadas de ataque e sequer encaixar contra-ataques. Com a expulsão de Lima, o time ficou ainda mais frágil em campo e permitiu o gol do Timão.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 0 X 1 CORINTHIANS

Data: 4 de dezembro de 2019, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Auxiliares: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)

GOL: Gustavo aos 36 minutos do segundo tempo (Corinthians)

Cartões amarelos: Fabinho, Lima (dois), João Lucas (Ceará); Manoel, Carlos e Gabriel (Corinthians)

Cartão vermelho: Lima (Ceará)

CEARÁ: Diogo; Samuel, Luís Otávio, Brock e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, Lima, Baxola (Felippe Cardoso) (Chico) e Thiago Galhardo; Leandro Carvalho (Mateus Gonçalves)
Técnico: Argel Fucks

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Carlos; Gabriel (Ralf); Júnior Urso (Clayson), Ramiro (Gustavo) e Mateus Vital; Janderson e Boselli.
Técnico: Dyego Coelho

Futebol