Topo

Futebol


10 jogadores fora dos planos em seus times que podem virar moeda de troca

Borja treina na Academia de Futebol e tem contrato até 2021 com o Palmeiras - Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Borja treina na Academia de Futebol e tem contrato até 2021 com o Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Thiago Fernandes*

Do UOL, em Belo Horizonte

20/11/2019 04h03

Com a proximidade do fim da temporada, os clubes brasileiros já começam a se preparar para buscar reforços. Alguns já fazem os primeiros contatos e, sem tanto dinheiro em caixa, definem os atletas que podem aparecer em eventuais trocas no mercado da bola.

O UOL prepara uma lista com jogadores que estão fora dos planos de seus clubes e podem aparecer em negócios casados com outros clubes do futebol brasileiro.

Luan (Grêmio)

Pedro H. Tesch/AGIF
Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

O meia-atacante tem contrato até o final de 2020, possui alto salário e termina segunda temporada seguida entregue ao departamento médico. A ideia do Grêmio é negociar o jogador ainda no primeiro semestre. Há a possibilidade de troca no início da próxima janela. Ele quase foi envolvido em um acordo que levaria Thiago Neves à Arena do Grêmio no início de 2019.

Hudson (São Paulo)

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Hudson tem contrato com o São Paulo até dezembro de 2021. No entanto, não tem sido utilizado por Fernando Diniz no time da capital paulista. O volante entrou em campo pela última vez em 27 de outubro passado, pela 28ª rodada do Brasileirão 2019. No entanto, foi acionado no segundo tempo do jogo por necessidade. Fora dos planos, deve ser envolvido em uma negociação em janeiro.

Fred (Cruzeiro)

Fernando Moreno/AGIF
Imagem: Fernando Moreno/AGIF

No Cruzeiro desde o início do ano passado, Fred não tem convencido em sua segunda passagem pelo clube. O atacante de 36 anos fez 21 gols na temporada. No entanto, 12 deles foram no Campeonato Mineiro. Sem render tanto e com contrato até dezembro de 2020, o dono da camisa 9 pode aparecer em uma eventual negociação na próxima janela de transferências.

Thiago Neves (Cruzeiro)

Heber Gomes/AGIF
Imagem: Heber Gomes/AGIF

Protagonista do bicampeonato da Copa do Brasil, Thiago Neves se tornou ídolo da torcida do Cruzeiro. No entanto, bastou um ano ruim e com excessos fora de campo para perder o prestígio e se tornar uma moeda de troca no clube, mesmo que Zezé Perrella fale publicamente em usá-lo no próximo ano. Ele tem contrato até dezembro de 2020, com opção de renovação automática por mais um ano. No início da temporada, ele quase acertou a ida para o Grêmio em um negócio que levaria Luan para a Toca da Raposa II.

Ricardo Oliveira (Atlético-MG)

Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

O experiente atacante foi artilheiro do Atlético-MG em 2018 e muito provavelmente terminará 2019 com o mesmo posto. No entanto, nada disso deve ser o suficiente para mantê-lo no elenco em 2020. Reserva de Franco Di Santo, o centroavante tem contrato até dezembro de 2020, mas a sua saída é algo estudado pelo departamento de futebol e já planejado.

Vanderlei (Santos)

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

O goleiro tem vínculo com o Santos até dezembro de 2020. A contratação de Jorge Sampaoli, no início do ano, fez com que o atleta, que já foi até para a seleção brasileira, se tornasse reserva. Fora dos planos, pode aparecer em uma eventual troca na próxima temporada.

Cueva (Santos)

Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

O Santos comprou Cueva do Krasnodar, da Rússia, por R$ 26 milhões. O pagamento foi dividido em três parcelas iguais e anuais. A primeira prestação será quitada em março do próximo ano. Maior investimento do time no ano, o peruano assinou contrato até dezembro de 2022. No entanto, a sua permanência é incerta. Por isso, ele pode se transferir em breve. O jogador entrou em campo em 16 oportunidades até o momento.

Bruno César (Vasco)

Rafael Ribeiro / Vasco.com.br
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco.com.br

O meia-atacante de 31 anos deixou o Sporting para fechar com o Vasco da Gama em janeiro do ano passado. Mesmo que tenha atuado em 29 partidas no ano, o jogador se tornou reserva sob a batuta de Vanderlei Luxemburgo e pouco atua na temporada. Ele tem contrato com o clube até o fim de 2020 e deve aparecer em uma eventual troca no início do próximo ano.

Borja (Palmeiras)

Andres Larrovere / AFP
Imagem: Andres Larrovere / AFP

O centroavante colombiano foi comprado por comprado pelo Palmeiras em fevereiro de 2017 por 10,5 milhões de dólares. Porém, jamais se firmou como camisa 9 titular da equipe. Ele sofreu queda de rendimento ano a ano e, com a chegada de Luiz Adriano, se tornou reserva da equipe paulista. Em 2019, fez 24 jogos e marcou seis gols. O seu contrato se encerra em dezembro de 2021 e ele pode aparecer em uma eventual troca no início do próximo ano.

Deyverson (Palmeiras)

REUTERS/Amanda Perobelli
Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli

Com contrato até dezembro de 2022, Deyverson também está fora dos planos do Palmeiras para o ano seguinte. O atacante foi adquirido por 5,2 milhões de euros em julho de 2017 e, assim como Borja, perdeu espaço com a chegada de Luiz Adriano. Ele pode aparecer em um eventual negócio na próxima temporada.

*Colaboraram Bruno Braz, Caio Blois, Danilo Lavieri, Eder Traskini, Enrico Bruno, Jeremias Wernek e José Eduardo Martins

Futebol