PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São-paulino é espancado por palmeirenses e tem os braços quebrados; assista

Grupo espanca homem após jogo de futebol em São Paulo

UOL Notícias

Bruna Barbosa Pereira

Colaboração para o UOL

01/11/2019 12h55

Um torcedor do São Paulo, de 43 anos, teve os dois braços quebrados e ferimentos na cabeça, após ser espancado com chutes e barras de ferro por um grupo com cerca de 20 torcedores do Palmeiras, na noite de quarta (30). De acordo com a Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), o homem estava internado e teve alta ontem.

O crime ocorreu após a vitória do Palmeiras sobre o São Paulo por 3 a 0, na capital paulista. O delegado responsável pela Drade, César Saad, explicou que uma câmera do circuito de segurança de um posto de gasolina registrou apenas os momentos finais da briga, quando a vítima é agredida pelo grupo de palmeirenses.

O vídeo do circuito de segurança do posto de gasolina mostra o momento em que dois homens aparecem correndo do grupo de torcedores do Palmeiras. Um deles consegue escapar. O segundo acaba sendo encurralado e espancado.

Surgem mais torcedores do Palmeiras que correm em direção à vítima com barras de ferro. O homem acaba sendo agredido pelo grupo e cai no chão do estabelecimento. Mesmo com a vítima aparentando estar sem consciência, os agressores continuem deferindo golpes contra ele.

Por meio do vídeo também é possível ver quando um dos agressores, que usava regata branca e bermuda, deixa o local junto ao grupo, mas retorna para continuar golpeando o homem com uma barra de ferro. A cena se repete duas vezes. Quando todos os agressores deixam o local, a vítima continua caída.

A briga

De acordo com o delegado Saad, a situação teve início horas antes, na estação Vila Clarice da CPTM, em Pirituba, zona norte de São Paulo. Por volta das 23h, um grupo de são-paulinos teria armado uma emboscada contra os palmeirenses.

O delegado explicou que um dos suspeitos, que também precisou ser internado e teve alta ontem (31), já foi identificado e deve ser ouvido. A Drade deve receber filmagens da CPTM ainda na tarde de hoje para investigar a ocorrência.

Por meio de nota, a CPTM confirmou que a briga começou com o grupo de torcedores do São Paulo. De acordo com a concessionária, os são-paulinos teriam agredido torcedores do Palmeiras que seguiam viagem sentido Francisco Morato.

Uma equipe de segurança e a Polícia Militar teriam intervindo na situação, e os torcedores do tricolor paulista fugiram do local.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, as imagens deverão ser analisadas. Até o momento, nenhum dos agressores foi preso, e um inquérito policial foi instaurado pela Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva para que a ocorrência seja investigada.

Futebol