Topo

Quais os desafios emergenciais de Zé Ricardo no comando do Inter

Zé Ricardo assume o comando do Internacional com contrato até o fim do ano - Thiago Ribeiro/AGIF
Zé Ricardo assume o comando do Internacional com contrato até o fim do ano Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, e Porto Alegre

22/10/2019 04h00

Zé Ricardo assume o Internacional hoje (22). O treinador será apresentado oficialmente e já estreia no próximo sábado, contra o Bahia, em Salvador. E logo de cara, tem uma série de problemas imediatos para resolver e atingir o objetivo maior de colocar o Colorado na próxima Libertadores.

Queda de rendimento

O primeiro desafio do comandante é a queda de rendimento do time. O Internacional está oscilando desde o vice-campeonato da Copa do Brasil. Depois do 2 a 1 fatídico do dia 18 de setembro, o Colorado disputou oito partidas. Venceu Chapecoense e Avaí (os dois últimos colocados no Brasileiro), empatou com Cruzeiro, Palmeiras e Santos e perdeu para Vasco, Flamengo e CSA. Nove pontos conquistados em 24 disputados. Aproveitamento de 37,5%.

A queda de rendimento ocasionou a demissão de Odair Hellmann e continuou prejudicando o time nos jogos seguintes.

Torcida desconfiada

A torcida do Internacional está desconfiada. Tão logo Zé Ricardo foi anunciado, os aficionados não mostraram grande empolgação. A decepção com o vice-campeonato, a ausência de títulos importantes, os jogos recentes, tudo contribuiu para um ambiente longe do tranquilo.

Após a derrota para o Vasco, por exemplo, houve vaia e protesto. E a cobrança já foi bem mais forte anteriormente.

Estreia perigosa e time desfalcado

Zé Ricardo já vai estrear sob "mau tempo". O primeiro jogo dele como comandante do Inter será diante do Bahia em Salvador. O embalado e organizado time de Roger Machado é concorrente direto por vaga na próxima Libertadores, o que transforma o primeiro jogo já numa partida decisiva e perigosa.

Não bastasse a dificuldade natural do duelo, o Colorado não contará com D'Alessandro e Patrick, ambos suspensos. Rodrigo Lindoso e Nonato seguem como dúvida em razão de lesões. Rodrigo Moledo e Rafael Sobis também estão lesionados.

Sombra de Eduardo Coudet

Enquanto isso, Eduardo Coudet segue como "sombra" no comando técnico. O atual treinador do Racing recebeu proposta do Inter e gostou. No entanto, o encontro com dirigentes do clube na Argentina terminou com recusa em comandar o time imediatamente. A situação, porém, muda a partir do fim do ano. Durante o recesso do Campeonato Argentino, Coudet está disposto a conversar novamente com o clube gaúcho e inclinado a aceitar a oferta. Desta forma, independente do trabalho que Zé Ricardo realizar, já teria prazo de validade definido de antemão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Internacional