Topo

Futebol


Por que Vagner Mancini aceitou trabalho de três meses no Atlético-MG

Vagner Mancini, técnico do Atlético-MG - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Vagner Mancini, técnico do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

19/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Vagner Mancini aceitou contrato com o Atlético-MG só até o fim do ano, mas quer seguir no clube em 2020
  • Treinador explica por que aceitou um acordo de curta duração: "Queria fechar um ciclo iniciado em janeiro"
  • Mancini foi coordenador técnico do São Paulo entre janeiro e setembro de 2019. Mineiros cogitam colocá-lo na mesma função em 2020
  • Para segurar Mancini em 2020 como coordenador, o clube pensa em buscar o técnico Cuca, hoje desempregado

Vagner Mancini espera seguir no Atlético-MG em 2020, mesmo que tenha fechado um vínculo só até o fim do ano. Vice-presidente da Federação Brasileira dos Técnicos de Futebol (FBTF), o treinador aceitou um contrato com duração de três meses, algo que não costuma ser defendido por ele. Mas o que fez o profissional topar um acordo de curta duração com o clube de Belo Horizonte?

"Eu sou um dos defensores dos técnicos, sou vice-presidente da Federação Brasileira de Técnico de Futebol. Lá atrás em janeiro, eu acertei um contrato com o São Paulo de coordenador, onde tinha uma curiosidade para saber como seria a parte de gestor, porque me vejo como bom gestor de grupo. Eu já tinha estabelecido para mim mesmo que voltaria a ser treinador em 2020, porque eu sou treinador, nunca deixei de ser treinador", declarou.

"Não sou levado pela opinião dos outros. A minha opinião é finalizar o ciclo de 2019. Seria um pacote para fechar um ciclo na minha vida. Eu quero estar em 2020 no Atlético. Para isso, tenho que entender o que está acontecendo no momento e formatar uma coisa interessante para o momento", acrescentou.

Novamente questionado sobre o acordo de três meses, o qual se encerra ao fim da temporada, Mancini reforçou: "Eu vejo como uma oportunidade de finalizar o ano que tive no começo como coordenador, mas sou treinador. É por isso que quis encerrar a participação de 2019 trabalhando no campo novamente. Não adianta nada a gente fazer um contrato de dois anos ou três anos. O futebol é vivido por semanas. É mais importante a gente focar no campo, no trabalho que é feito".

Mesmo que tenha um contrato só até o fim da temporada, é desejo de Mancini seguir na Cidade do Galo em 2020. A dúvida é em qual função ficaria. O atual comandante do elenco gostaria de seguir no cargo atual, mas há a ideia da diretoria em usá-lo como coordenador, assim como ocorreu no São Paulo no início desta temporada. Neste caso, Cuca seria a opção para o banco de reservas.

Futebol