Topo

Seleção Brasileira


Marcelinho prefere "Tite do Corinthians" e diz que Renato aguarda seleção

Marcelinho diz que é preciso ter paciência com Tite, apesar dos maus resultados recentes da seleção - Marcelo Justo/UOL
Marcelinho diz que é preciso ter paciência com Tite, apesar dos maus resultados recentes da seleção Imagem: Marcelo Justo/UOL

Diego Salgado e Vanderlei Lima

Do UOL, em São Paulo

16/10/2019 04h00

O trabalho de Tite à frente da seleção brasileira ficou em xeque depois de dois empates com Senegal e Nigéria. A má fase da equipe foi tema de uma entrevista de Marcelinho Carioca ao UOL Esporte concedida ontem (15). Em visita à redação o ídolo do Corinthians fez críticas ao trabalho do treinador e afirmou que Renato Gaúcho está "só aguardando" um desfecho.

Marcelinho frisou que atualmente faltam traços do trabalho desempenhado por Tite no Corinthians entre 2010 e 2013, além de 2015 e 2016. Segundo ele, apesar de o técnico ter perdido peças importantes na comissão técnica da seleção, a queda de rendimento foi nítida - as saídas, ainda segundo o ex-atleta, não justificam o futebol apresentado nos últimos amistosos.

"Lógico que ele [Tite] perdeu o Sylvinho, o Edu Gaspar, está meio sem chão, mas aquele Tite lá do Corinthians, aquele que a gente via, pô, mudou muito", disse Marcelinho, que ressaltou que a "seleção está mecanizada, robotizada e sem plasticidade".

Para o ex-jogador do Corinthians, é preciso dar mais tempo para que Tite dê uma resposta, mas Renato Gaúcho pode ser um sucessor no futuro. "Ele está ali na boca, só aguardando", afirmou.

Marcelinho mencionou o título da Copa América, conquistado em julho passado, após uma vitória por 3 a 1 sobre o Peru no Maracanã, mas destacou que a conquista aconteceu sem espetáculo.

"Ele insiste com determinadas situações. Ele é bom treinador, já mostrou toda a capacidade e inteligência dele. Mas às vezes insiste em determinadas situações que deixa o povo irritado. Eu acho que tem que ter paciência com ele, calma, mas o brasileiro não tem muita e começa a pressionar. Foi campeão da Copa América, ninguém é campeão por acaso. Mas não é um jeito bonito, não espere a seleção dando espetáculo", disse.

Depois do título da Copa América, a seleção ainda não venceu. Além dos empates - ambos 1 a 1 - com as equipes africanas, o time de Tite empatou por 2 a 2 com a Colômbia e perdeu do Peru por 1 a 0.

"Foram quatro jogos que ele não ganhou. É preciso conversar com ele, sentir. Tem de esperar um pouco, mas o gato já está subindo no telhado. O Renato Gaúcho está ali, o Mano [Menezes]. Já falaram do Jesus, do Sampaoli... Já existe uma movimentação nos bastidores. A gente sente isso no ar. Mas eu acho que poderia esperar mais um pouco, dar mais uma oportunidade de ele ir até a Copa e ver como ele vai chegar até lá", concluiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Seleção Brasileira