Topo

Jesus reencontra o Atlético após namoro frustrado e "sim" para o Flamengo

Jorge Jesus visita o CT do clube em seu primeiro dia de trabalho - Alexandre Vidal / Flamengo
Jorge Jesus visita o CT do clube em seu primeiro dia de trabalho Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

10/10/2019 04h00

No dia 18 de maio deste ano, o técnico Jorge Jesus acompanhou, de um dos camarotes do Independência, a vitória do Atlético-MG por 2 a 1 sobre o Flamengo. Acomodado no estádio mineiro, o português talvez nem soubesse, mas acompanhava um embate decisivo para seu futuro. No comando do Fla, ele revê hoje, às 20h, no Maracanã, o clube que pintou como um possível destino meses atrás.

Quando presenciou ao vivo o clássico, o "Mister" assistiu um Rubro-Negro desorganizado e sem inspiração em campo. Ainda sob o comando de Abel Braga, os cariocas abusaram das bolas alçadas à área e sucumbiram ante um rival que jogou com dez homens durante o segundo tempo inteiro.

Mas Jesus não estava em Belo Horizonte a passeio. Na mira atleticana, o treinador conheceu as dependências da Cidade do Galo, conversou com dirigentes, mas as tratativas não avançaram. Apenas duas semanas depois, foi anunciado como comandante do Flamengo. Um pouco antes, teve seu nome também especulado no Vasco. Apesar do flerte com os mineiros, o português já constava em uma lista seleta de técnicos preferidos em caso de interrupção do antigo trabalho.

Com o nome sob a mesa, o presidente Rodolfo Landim voou até Madri, local da final da última edição da Liga dos Campeões, e selou o contrato, que tem duração até o meio do ano que vem. Pesaram para o "sim" a capacidade de investimento e a perspectiva de disputar todas competições em alto nível.

Presidente Rodolfo Landim sela acordo com o treinador - Divulgação/Flamengo
Presidente Rodolfo Landim sela acordo com o treinador
Imagem: Divulgação/Flamengo

"Quem joga e quem treina o Flamengo tem de saber que só ganhar não basta. É preciso mais. A torcida exige mais do que somente a vitória. Quando se treina as maiores equipes do país, como o Flamengo, no Brasil, a cobrança é por vitórias e performance. A exigência e a cobrança são muito grandes. É normal", disse Jesus, em sua primeira entrevista no novo clube.

A promessa de aliar qualidade aos resultados vem se cumprindo até aqui. Com o "Mister", o Fla caiu na Copa do Brasil, lidera o Brasileiro e disputa a semifinal da Copa Libertadores. Ante os resultados, experimenta a idolatria da torcida e a admiração de jogadores.

"No campo estamos mostrando as ideias do Mister. É importante que a gente tenha uma ideia clara, o jogo dele se parece com o jogo da Europa. O Mister mudou minha vida em três meses", afirmou o espanhol Pablo Marí, um dos nomes que reforçou o elenco após o desembarque do técnico.

Jesus ganhou respeito dos jogadores do Flamengo - Fernando Moreno/AGIF
Jesus ganhou respeito dos jogadores do Flamengo
Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Pela competição nacional, a equipe de Jesus disputou 14 partidas, com nada menos que 11 vitórias, dois empates e uma derrota. Para sorte da torcida, o namoro com o Galo não engrenou, o que possibilitou o casamento e a lua de mel com os rubro-negros.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X ATLÉTICO-MG

Data/Hora: 10/10/2019, às 20h (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Fabricio Vilarinho da Silva (GO)
VAR: Wagner Reway (PB)

Flamengo: Diego Alves; Rafinha, Pablo Marí, Thuler (Rhodolfo) e Renê; Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro e Reinier; Vitinho e Bruno Henrique. Técnico: Jorge Jesus

Atlético-MG: Wilson; Patric; Maidana, Igor Rabello, Leonardo Silva e Fábio Santos; Nathan, Elias, Juan Cazares e Vinícius; Franco Di Santo. Técnico: Rodrigo Santana