Topo

Renato dedica vitória à torcida gremista e diz que falou com André sobre BO

Do UOL, em Porto Alegre

15/09/2019 18h54

Renato Gaúcho dedicou a vitória por 3 a 0 contra o Goiás à torcida do Grêmio. Completando 116 anos, o Tricolor somou mais três pontos no Brasileirão. E após elogiar o rendimento do time, o técnico revelou que conversou com o centroavante André após um Boletim de Ocorrência contra ele ter sido registrado na última semana.

O Grêmio atropelou o Goiás na Arena. Fez 3 a 0 no primeiro tempo e construiu uma atuação sólida. Logo na data em que fez aniversário.

"Eu não tenho palavras para falar do Grêmio. Cheguei em 1980 ao clube, ajudei a conquistar títulos importantes, sempre me senti em casa aqui. Todo mundo sabe que sou gremista. Minha família toda é gremista. A belíssima vitória de hoje, dedico ao nosso clube, à torcida, porque o clube não viveria sem o nosso torcedor. Parabéns a todos e ao grupo pela atuação", disse Portaluppi.

O Grêmio chegou ao oitavo lugar na classificação no Brasileiro. E ainda que tivesse o placar construído, Renato até queria que o time seguisse marcando gols na etapa final.

"O time reduziu o ritmo, mas não foi ordem minha. Dei os parabéns aos jogadores no intervalo. Mas, às vezes é difícil falar o que eu falei. Um ou outro podem achar que já fizeram o suficiente por hoje, e, o que é uma coisa normal, tirarem o pé do acelerador. Eu insisti para fazerem o quarto e o quinto gols, porque um gol pode te colocar mais para cima na tabela. Não fizemos como no primeiro tempo, até criamos, mas não tanto. Coloquei outros jogadores, mas talvez não fizemos outros gols pelo calor, faz parte", explicou.

Questionado sobre o Boletim de Ocorrência registrado contra o atacante André, Renato disse que conversou com o atleta. Ontem, a reportagem do UOL Esporte revelou que vizinhos do atacante registraram a reclamação por "perturbação" contra o atleta.

"Já conversei com ele, sim. Eu tenho aconselhado o André. O silêncio é fundamental. Me coloco no lugar de uma pessoa que não consegue dormir pelo barulho. Mas quando se trata de um jogador da dupla Gre-Nal, se faz de um copo, uma tempestade. Tudo bem que ele é atleta, tem que dormir cedo para treinar no outro dia. Mas quem nunca esticou um pouco a noite? Ele tem que respeitar os vizinhos. Não quero me estender sobre isso porque o André não é criança. É um jogador importante para nós, sim. Se é que isso aconteceu, ele vai deixar de fazer, até porque precisamos dele", sentenciou Portaluppi.

O Grêmio encara o Santos, fora de casa, na próxima rodada do campeonato.