Topo

"Não passa pela minha cabeça me aposentar ou deixar o Palmeiras", diz Prass

Fernando Prass tem contrato com o Palmeiras até o final de 2019 - Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Fernando Prass tem contrato com o Palmeiras até o final de 2019 Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

11/09/2019 11h21

O goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, usou as redes sociais hoje para afirmar que não pretende se aposentar nem deixar o Palmeiras no final da temporada. Aos 41 anos, o camisa 1 foi titular ontem na vitória por 3 a 0 sobre o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro, substituindo Weverton, que estava com a seleção brasileira.

"Percebi que antes do jogo de ontem, muita gente estava com medo de que fosse meu último jogo. Mas quero deixar claro que não passa pela minha cabeça me aposentar no final do ano nem deixar o Palmeiras", escreveu Prass em seu perfil oficial no Twitter.

"Me sinto bem fisicamente e mentalmente para continuar fazendo o que mais gosto, que é jogar futebol. Sei que todo ano é a mesma história, com essa especulação, uma hora vão acertar mesmo hahaha, mas sigo tranquilo, forte e tenho muita lenha pra queimar ainda!", completou.

O contrato de Prass vai até o final do ano e, por enquanto, ainda não houve movimentações no sentido de uma renovação. O Palmeiras, porém, costuma deixar essas conversas mais para a reta final da temporada. No ano passado, por exemplo, Prass, Jailson e Edu Dracena renovaram apenas no fim de novembro.

Após o jogo de ontem, o técnico Mano Menezes afirmou que Prass jogou contra o Flu por causa de uma combinação prévia no clube envolvendo um rodízio entre ele e Jailson, que havia sido titular contra o Goiás no final de semana. A partir de agora, no entanto, o treinador deve definir apenas um deles como o reserva imediato de Weverton.