Topo

Por que Bryan Ruiz não rescindiu com o Santos; jogador diz querer acordo

Bryan Ruiz treina com o elenco principal do Santos - Ivan Storti/Santos FC
Bryan Ruiz treina com o elenco principal do Santos Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

09/09/2019 14h44

Com a seleção da Costa Rica para disputa de amistosos, o meia Bryan Ruiz explicou o motivo pelo qual ainda não rescindiu seu vínculo com o Santos. Contratado no meio do ano passado, o experiente jogador está encostado no Peixe desde o início da temporada e tem contrato até o final de 2020 com o clube.

Segundo Ruiz, o Peixe não honrou os compromissos financeiros com o jogador e precisa se movimentar primeiro para que as duas partes possam entrar em acordo.

"Não chegamos a uma rescisão amigável porque Santos precisa dar o primeiro passo, cumprir coisas que não cumpriu [financeiramente]. Até cumprir, espero uma solução o mais rápido possível. O Santos tem que tomar essa decisão. Três meses serão difíceis até a janela [de transferências], Que em dezembro possamos chegar a uma solução", disse o meia em entrevista para duas emissoras da Costa Rica, "Teletica Deportes" e "Deportes Repretel".

Bryan Ruiz não entra em campo pelo Santos desde o dia 12 de novembro do ano passado, quando atuou durante a derrota do Santos para a Chapecoense, pela 33ª rodada do Brasileirão. O meia, que tem um dos maiores salários do elenco santista, entrou em campo apenas 14 vezes com a camisa do Peixe.

Mesmo sem atuar na temporada, Ruiz segue sendo convocado pela seleção da Costa Rica e é o capitão da equipe. Antes afastado do elenco profissional, o meia foi reintegrado pouco antes da parada para a Copa América.

O meia estava no elenco que foi entregue ao técnico Jorge Sampaoli no início do ano, mas não aguentou o ritmo forte de treinos do argentino e, sentindo dores nas costas, pediu para ser negociado. Desde então, o Santos recebeu sondagens pelo jogador, principalmente dos Estados Unidos e do México, mas nenhuma proposta formal foi encaminhada.

O Santos foi procurado pela reportagem para comentar a declaração do meia costarriquenho, mas não houve resposta até o momento desta publicação.