Topo

Atlético-MG repete caso Lauro e recorre a veterano por problemas no gol

Wilson, hoje no Coritiba, vai reforçar o Atlético-MG na temporada - Nicolas Aguilera/AP
Wilson, hoje no Coritiba, vai reforçar o Atlético-MG na temporada Imagem: Nicolas Aguilera/AP

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

03/09/2019 04h00

O Atlético-MG perdeu três goleiros por lesão - Victor, Uilson e Michael estão no departamento médico - e não terá Cleiton, convocado para a seleção brasileira sub-23, contra o Botafogo, no domingo (8). Sem quatro nomes para a posição, o clube repetiu algo que havia feito em 2016 e buscou Wilson, um veterano de 35 anos, para reforçar o elenco.

Há três anos, o departamento de futebol se deparou com uma situação muito parecida. Sem Victor e Giovanni, lesionados, tinha apenas o jovem Uilson à disposição de Diego Aguirre. Por isso, em março daquele ano, o então diretor de futebol Eduardo Maluf se viu forçado a buscar Lauro no Lajeadense, do Rio Grande do Sul.

O goleiro, com 35 anos à época, chegou à Cidade do Galo no fim de março e com contrato até dezembro de 2016. A intenção era que ele fosse reserva de Uilson enquanto os outros dois atletas não se recuperassem.

Contratado às pressas, Lauro jamais entrou em campo. O máximo que conseguiu foi ficar entre os relacionados de Aguirre em cinco partidas. No meio do ano, porém, foi repassado ao Ceará. No clube nordestino, ele era o reserva imediato e disputou dois jogos.

A situação é parecida com a de Wilson. Victor está entregue ao departamento médico, assim como Uilson e Michael. Cleiton, atual titular, ficará fora do time no próximo jogo, quando o Galo enfrentará o Botafogo, no Engenhão, por conta de uma convocação. Fernando é a única opção do plantel.

Wilson deve chegar à Cidade do Galo e, em menos de uma semana, já garantir a sua primeira participação, o que seria uma diferença em relação a Lauro.

O jogador é esperado hoje em Belo Horizonte para assinar contrato de empréstimo até dezembro de 2019 e realizar exames médicos.

Atlético-MG