Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Antes de mata-mata, Cássio dá recado no Corinthians: "Sem empolgar"

Cássio, goleiro do Corinthians, durante entrevista coletiva hoje à tarde, no CT Joaquim Grava - Gabriel Carneiro/UOL Esporte
Cássio, goleiro do Corinthians, durante entrevista coletiva hoje à tarde, no CT Joaquim Grava Imagem: Gabriel Carneiro/UOL Esporte

Flavio Latif e Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

21/08/2019 14h19

Em sexto lugar no Campeonato Brasileiro, com apenas cinco pontos a menos que o líder Santos, e classificado de forma tranquila para as quartas de final da Copa Sul-Americana, o Corinthians vive um momento de alta na temporada, com nove partidas de invencibilidade desde a pausa da Copa América. Entre os capitães do time dirigido por Fábio Carille, o goleiro Cássio reconhece a boa fase, diz que deseja conquistar o título continental que não tem, mas dá um alerta ao elenco: "Dá para evoluir mais".

O Corinthians enfrenta o Fluminense amanhã, às 21h30, na Arena, pela ida das quartas de final da Sul-Americana, e a possibilidade de brigar pelos dois títulos até o fim do ano é motivo de empolgação: "Desde o começo do ano almejávamos brigar por todos os campeonatos. Mas não dá para projetar o que acontece daqui a seis rodadas. É tudo passo a passo e estamos fazendo isso. Estamos apresentando um bom futebol, evoluindo, muito confiantes, mas vejo não só em mim, mas em todos os companheiros, que eles querem mais."

"Acho que não podemos apostar apenas na Sul-Americana, mesmo sendo um campeonato que não temos. Eu não ganhei, então é uma coisa legal, mas acho que é passo a passo nos dois campeonato, jogos a jogo e evoluindo. Esse crescimento depois da Copa América é porque hoje os jogadores já têm o entendimento do que é Corinthians, tem evolução e entrosamento bom entre os jogadores", conta o jogador que está em sua oitava temporada de Corinthians e não teme que a acirrada disputa por posição atrapalhe o time daqui até o fim do ano.

"Primeiro que estando no Corinthians desmotivado é difícil. Jogadores do futebol brasileiro todos queriam estar aqui, e não tenho nada para falar de ninguém. Não temos problema, o ambiente de trabalho é muito bom. Já estivemos em situação que não estava bem, todo mundo falando mal, e hoje estamos bem e continua igual, sem empolgar. Temos um perfil de jogadores e o que é legal de quem está aqui há mais tempo é que mostramos como é que funciona aqui. Quem vai jogar ou não é com Fábio, mas tem que mostrar no dia a dia, manter o nível alto."

Goleiro cumpriu suspensão na última rodada do Brasileiro e volta na Sul-Americana, amanhã - Daniel Vorley/AGIF
Goleiro cumpriu suspensão na última rodada do Brasileiro e volta na Sul-Americana, amanhã
Imagem: Daniel Vorley/AGIF

"Folga" foi no consultório do dentista

Cássio cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo na vitória corintiana por 2 a 0 sobre o Botafogo, no último sábado. Ele aproveitou que não jogaria no fim de semana para extrair os dentes do siso, um procedimento que vinha adiando por conta da rotina de compromissos pelo Corinthians. Ele volta ao time justamente contra o Fluminense, em Itaquera.

"Não desejo para ninguém [a retirada dos sisos]. É difícil, porque não temos tempo e acabamos indo quando dá. Fui lá tirar e coloquei aparelho, porque estou fazendo um tratamento. Quando eu era mais novo não tinha condição financeira e agora consegui fazer tudo. Mas é tudo programado, conversei com o Fábio e os médicos do Corinthians, tudo certo."